“Começámos a olhar para as alterações climáticas e para a descarbonização tarde demais”premium

A CIP quis descobrir quão circulares são as empresas nacionais. A resposta é dada amanhã, com a apresentação Projeto E+C – Economia Mais Circular, cujas conclusões Ribeiro da Silva antecipou ao ECO.

Quão circulares são as empresas portuguesas portuguesas? Para responder a esta perguntas, a CIP – Confederação Empresarial de Portugaldesenvolveu, durante 2021, o projeto Economia Mais Circular (E+C)de forma a ser um contributo para o aprofundamento da circularidade nas empresas e melhoria do conhecimento das barreiras, oportunidades e vias de melhoria da Economia Circular a todos os níveis, da administração às empresas, passando pelo Sistema Científico e Tecnológico Nacional ( SCTN ) e pelos consumidores. Os resultados são apresentados esta quarta-feira, 23 de fevereiro, na Conferência Final do Projeto E+ C – Economia Mais Circular, que marca a conclusão do projeto."A preocupação que o estudo teve foi de tentar tirar uma radiografia, fazer um diagnóstico do estado da arte, de como

Assine para ler este artigo

Aceda às notícias premium do ECO. Torne-se assinante.
A partir de
5€
Veja todos os planos