Centeno de saída? “É um disparate completo”

O SOL escreve, este sábado, que Mário Centeno, Rocha Andrade e Caldeira Cabral estão de saída do Governo. O primeiro-ministro não demorou a responder.

O semanário SOL escreve, este sábado, que Mário Centeno vai abandonar o Governo em janeiro. António Costa já respondeu: “É um disparate completo”.

A notícia que faz manchete na edição deste sábado do SOL aponta que o ministro das Finanças vai deixar o Governo depois de apresentar os resultados do défice de 2016. Com ele, irão Fernando Rocha Andrade, secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, e Manuel Caldeira Cabral, ministro da Economia. Em causa, o caso das declarações de rendimentos dos gestores da CGD, que, segundo o SOL, “colocou Costa em maus lençóis”.

O primeiro-ministro não só não gostou, como não demorou a responder. À entrada da Comissão Nacional do Partido Socialista, que decorre este sábado em Lisboa, António Costa falou aos jornalistas, que o questionaram sobre a Caixa Geral de Depósitos (CGD). Sobre esse assunto, o primeiro-ministro pouco quis falar e, no fim, virou mesmo as costas aos jornalistas.

Só para, um segundo a seguir, voltar a virar-se para os microfones para dizer: “Vocês não perguntaram, mas obviamente que é um disparate completo que o ministro das Finanças está para sair“, disse António Costa.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Centeno de saída? “É um disparate completo”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião