Legislação para carros autónomos avança no próximo ano

O Governo quer que os testes piloto dos carros sem condutor possam ser feitos em Portugal e, desta forma, atrair empresas e investimento.

A partir do próximo ano, vai começar a ver carros sem condutor a andarem pelas ruas do país. Segundo o Jornal de Negócios, o Governo quer criar uma regulação própria para os carros autónomos, para que possam ser realizados em Portugal testes pilotos destes carros.

O objetivo, explica o secretário de Estado da Indústria, João Vasconcelos, em entrevista ao Negócios, é atrair empresas e investimento. “Estamos muito focados em alterar regulação e em que isso sirva para atrair startups e centros de investigação e ciência nesses setores”, diz o governante.

Além dos carros autónomos, também os drones as fintech, nome atribuído às startups da área financeira, vão ter legislação própria.

“Não estou satisfeito que a maior plataforma de equity crowdfunding da Europa, a Seedrs, que tem um fundador português e uma equipa em Portugal, tenha sede em Londres porque o Reino Unido é o país onde a regulação mais rapidamente avançou. Isso não é admissível”, reconhece o secretário de Estado.

O Negócios acrescenta, ainda, que o trabalho legislativo para os carros autónomos e os drones já arrancou, mas o das fintech ainda não.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Legislação para carros autónomos avança no próximo ano

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião