UE: Exportações com melhor marca anual em outubro

As exportações para o exterior da União Europeia registaram o melhor valor de 2016. Em outubro, os números evoluíram de forma positiva face a setembro.

As exportações da União Europeia aceleraram em outubro na comparação direta com setembro. As importações reagiram em sentido contrário com uma queda face ao mês anterior. Os dados revelados pelo Eurostat, ajustados de sazonalidade, revelam que outubro foi o melhor mês de 2016, até agora, em termos de exportações.

Os 28 Estados-membros registaram um maior maior volume de comércio internacional extra-UE em outubro. Neste mês, as exportações chegaram às 144,3 mil milhões de euros. Em relação a setembro, as exportações avançaram 1,4% nos dados ajustados de sazonalidade.

Por outro lado, as importações contraíram 1%, o que beneficiou a balança comercial que se fixou em 3,5 mil milhões de euros. Esta é uma marca positiva para o comércio internacional da União Europeia que, em setembro, tinha ficado a zeros e em agosto e julho tinha sido negativo.

Já a zona euro, que são 19 dos 28 países, esteve em contraciclo em outubro face ao total da União. Apesar de as exportações terem descido e as importações aumentado, o comércio internacional dos países do euro continua a ter uma balança comercial mais favorável que o total da UE: 19,7 mil milhões de euros.

O contributo de Portugal, segundo o Eurostat, foi neutro em outubro, uma vez que a balança comercial foi zero, melhorando face a outubro, mês que foi de -0,1 mil milhões de euros. Em outubro, de acordo com os dados ajustados de sazonalidade na ótica do Eurostat, as exportações portuguesas melhoraram face a setembro, enquanto as importações continuaram no mesmo nível.

Editado por Mónica Silvares

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

UE: Exportações com melhor marca anual em outubro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião