Apple bate novos recordes e leva Wall Street para máximos

O petróleo negociado nos Estados Unidos está a valorizar depois de uma revisão em alta das perspetivas de curto prazo para o preço do crude.

As bolsas norte-americanas voltaram animadas do feriado de segunda-feira. Os mercados tocaram novos máximos históricos logo no arranque da sessão, beneficiando da valorização das matérias-primas e dos novos recordes batidos pela Apple.

O S&P e o Nasdaq abriram ambos a valorizar mais de 0,3%, para os 2.355,91 pontos e 5.855,55 pontos, respetivamente. Também o Dow Jones segue em terreno positivo e mantém-se acima dos 20 mil pontos, a valorizar 0,38% para os 20701,79 pontos.

O Nasdaq está a ser impulsionado pela Apple, que bate novos recordes. A gigante tecnológica está a subir 0,45%, para os 136,32 dólares por ação, depois de o Morgan Stanley ter divulgado uma nota positiva sobre a empresa. O banco de investimento acredita que a China deverá contribuir para o crescimento da empresa e reviu em alta as estimativas para as vendas do iPhone.

A impulsionar as bolsas estão também as matérias-primas, com o WTI a valorizar 1,59% para a casa dos 54 dólares por barril, depois de o Citigroup ter revisto em alta as perspetivas de curto prazo para o preço do crude.

A moeda norte-americana também segue em alta, depois de o presidente da Fed de Filadélfia ter sinalizado que um aumento da taxa de juro poderá surgir já no próximo mês.

Comentários ({{ total }})

Apple bate novos recordes e leva Wall Street para máximos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião