Bolsas dos EUA encerram mistas. Whole Foods dispara 30%

A compra da Whole Foods Market pela Amazon fez disparar as ações da empresa em quase 30%, mas precipitou as ações das empresas concorrentes. Retalho liderou as perdas em Wall Street.

A sessão foi mista no mercado de capitais dos Estados Unidos. Num dia marcado pelo anúncio de uma compra multimilionária por parte da Amazon, e em que o sentimento foi predominantemente positivo na Europa, dois dos principais índices norte-americanos fecharam em queda.

Foram eles: o S&P 500, que desvalorizou 0,03% na sessão desta sexta-feira para 2.431,85 pontos; e o tecnológico Nasdaq, que recuou 0,22% para 6.151,76 pontos. Em contrapartida, o dia foi de ganhos para o industrial Dow Jones, que encerrou a avançar 0,11% para 21.384,28 pontos em dia de valorização dos preços do petróleo.

O contrato de WTI avançava 0,56% para 44,71 dólares, enquanto o de Brent, referência para as importações nacionais, registava ganhos de 0,87% para 47,33 dólares.

Ainda antes da abertura dos mercados soube-se que a Amazon vai comprar a Whole Foods por 42 dólares por ação, num negócio avaliado em 13,7 mil milhões de dólares. Na sessão, as ações da gigante valorizaram 2,55% para 988,77 dólares, enquanto as da cadeia de supermercados de comida biológica dispararam 29,19% para 42,68 dólares, ligeiramente acima da oferta da empresa de Jeff Bezos.

A notícia da compra fez precipitar as ações das principais concorrentes, com o segmento do retalho a liderar as perdas em Wall Street.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Bolsas dos EUA encerram mistas. Whole Foods dispara 30%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião