COTEC: Programa COHiTEC chega ao fim após 14 edições

Apresentações de 15 projetos tecnológicos realizaram-se esta terça-feira e um deles poderá receber 200 mil euros de investimento. Agora, 14 anos depois, programa da COTEC chega "teoricamente" ao fim.

Foram 15 os projetos tecnológicos apresentados ao público na sessão final do programa COHiTEC esta terça-feira, uma iniciativa que a Associação Empresarial para a Inovação – COTEC organiza há 14 anos. No total, 45 investigadores, 16 estudantes de gestão e 32 mentores deram estrutura a várias ideias pioneiras e inovadoras, definindo-lhes as aplicações e preparando terreno para as lançar no mercado.

Ao ECO, Jorge Portugal, diretor-geral da COTEC, explicou que este “é um programa de capacitação dos investigadores em todas as áreas do conhecimento e do sistema científico” que dá aos participantes “uma perspetiva de valorização de mercado das suas tecnologias”. “Hoje, cada projeto fez um pitch [apresentação] de sete minutos. E esse pitch, na prática, foi o plano de negócio preparado por cada equipa durante este processo, já com alguma robustez”, detalhou.

Ao longo de 14 edições, desde 2004, o COHiTEC acolheu projetos muito diversos. Mas, este ano, a associação promotora tentou atrair mais projetos numa área específica: a da engenharia. A tentativa deu resultados e surgiram ideias tecnológicas “na área das baterias”, da “produção de energias renováveis” e um projeto de um sistema de “decisão para a gestão florestal”, este último que, para Jorge Portugal, “pode ser particularmente interessante” após os graves incêndios deste ano.

Em média, o investimento pedido pelos projetos nas apresentações rondou o milhão de euros. “A maior parte deles são tecnologias de plataforma. O primeiro desafio era encontrar uma aplicação para a tecnologia. E depois encontrar uma abordagem ao mercado que implicava uma estratégia de go-to-market, incluindo a definição da proposta de valor e dos recursos necessários para levar a tecnologia para o mercado”, referiu Jorge Portugal.

Esta sessão final decorreu na Reitoria da Universidade de Lisboa, onde “estiveram cerca cerca de 70 empresas, instituições e investidores”. “Tivemos 200 pessoas na sala. Mas, em termos de associados, tivemos mais de 30 presentes e outras tantas empresas e investidores, o que significa que esta montra tecnológica é interessante para as empresas”, sublinhou o engenheiro, diretor da COTEC.

A Caixa Capital é parceira da COTEC desde 2014 e já investiu em seis projetos desde então. Para esta edição, um destes 15 projetos participantes juntar-se-á a outros de edições anteriores e, do conjunto, sairá a tecnologia na qual a capital de risco da Caixa Geral de Depósitos injetará, não um milhão, mas 200.000 euros de investimento. “Um destes projetos vai ser convidado agora em setembro para se juntar a mais alguns que foram selecionados de programas anteriores para poder, potencialmente, ser objeto de um investimento de 200.000 euros”, explicou Jorge Portugal.

É um programa de capacitação dos investigadores em todas as áreas do conhecimento e do sistema científico, para poderem ter uma perspetiva de valorização de mercado das suas tecnologias.

Jorge Portugal

Diretor-geral da COTEC

Programa chega “teoricamente” ao fim

Daqui para a frente, 14 edições depois, o programa COHiTEC terá um novo rumo — ainda incerto. O anúncio foi feito pelo próprio diretor no final da sessão, e explicado ao ECO horas depois: “Auscultados os nossos associados, entenderam que a missão do programa COHiTEC estava cumprida”, indicou.

“A COTEC tem recursos limitados. Tem um conjunto de missões, tem um conjunto de prioridades, e foi decidido que o programa, que atingiu a maturidade, tinha chegado teoricamente ao fim”, disse. No entanto, “continua a ser um programa com características únicas no sentido de que vai buscar tecnologias embrionárias ao sistema científico e tecnológico”, defendeu.

"Auscultados os nossos associados, entenderam que a missão do programa COHiTEC estava cumprida.”

Jorge Portugal

Diretor-geral da COTEC

E avançou: “Achámos que não deveríamos simplesmente terminá-lo. Portanto, estivemos a criar condições para que haja uma outra entidade que, para o próximo ano, pegue na iniciativa e a continue.” Assim, a COTEC vai passar o testemunho para uma outra instituição que deverá dar continuidade ao formato desta iniciativa daqui para a frente. Não é um adeus mas um até já. Questionado sobre qual foi a instituição escolhida, Jorge Portugal preferiu não entrar já em detalhes.

Veja o teaser da edição anterior:

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

COTEC: Programa COHiTEC chega ao fim após 14 edições

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião