Em véspera de reunião do BCE, bolsas sobem. BCP anima Lisboa

As bolsas europeias estão a valorizar esta quarta-feira, em véspera de uma reunião do BCE da qual não se espera grandes novidades. BCP e CTT puxam pelo principal índice português.

A bolsa de Lisboa abriu a sessão em terreno positivo, acompanhando a tendência das principais praças europeias e asiáticas. Em véspera de arranque da temporada de apresentações de resultados pelas cotadas portuguesas, e de mais uma reunião do Banco Central Europeu (BCE), os investidores aparentavam estar otimistas.

O Stoxx 600 somava 0,55%. Já o PSI-20 avançava 0,17%, animado sobretudo pelas ações do BCP e dos CTT. O banco valorizava 0,16% para 25,14 cêntimos, enquanto os correios registavam um dos melhores desempenhos, somando quase 0,90%, com os títulos a cotarem nos 5,58 euros. A EDP também dava algum brilho ao avançar 0,03%.

A travar os ganhos estava a Galp Energia, com uma queda de cerca de 0,20%. A petrolífera está sob pressão esta quarta-feira, face a uma nova queda nos preços do petróleo. A matéria-prima desvalorizava 0,50% em Londres para 48,60 euros o barril, a referência para as importações nacionais, mas com as perdas semelhantes também em Nova Iorque.

Apesar da reunião do BCE desta quinta-feira, que deverá inspirar alguns cuidados aos investidores, a Bloomberg não antevê grandes alterações à política monetária adotada até aqui. A Reuters avança que o banco central estará empenhado em manter o programa de compra de ativos por mais algum tempo, sem especificar fontes.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Em véspera de reunião do BCE, bolsas sobem. BCP anima Lisboa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião