Sete frases para entender o Nobel da Economia

  • Juliana Nogueira Santos
  • 9 Outubro 2017

Thaler considera que as pessoas podem melhorar comportamentos ou entender melhor os assuntos se levarem um 'empurrãozinho'. Mas este não tem de ser físico. Sete citações podem bastar.

Richard H. Thaler tornou-se, esta segunda-feira, o 79.º laureado com o Nobel da Economia. Considerado o pai da “economia comportamental”, um ramo da economia que não ignora o lado humano do ser humano, aquele que é sentimental, irracional, egoísta e mesmo materialista.

Através da teoria do nudge, ou como quem diz do ‘empurrãozinho’, este afirma que as organizações são capazes de ajudar as pessoas a decidirem melhor. Basta apenas influenciar o comportamento sem recurso à coação, punição ou qualquer obrigação.

O ECO reuniu assim sete citações das suas obras mais aclamadas, sendo elas “Nudge: O Empurrão para a Escolha Certa” e “Comportamento Inadequado: A Construção da Economia Comportamental”, para lhe dar um empurrãozinho na teoria da economia comportamental

  1. "Primeiro, nunca subestime o poder da inércia. Segundo, esse poder pode ser aproveitado.”

    Richard Thaler
  2. "Se quer encorajar alguém a fazer alguma coisa, faça com que seja simples.”

    Richard Thaler
  3. "A maior lição é que, assim que se percebe um problema comportamental, é possível inventar uma solução comportamental para ele.”

    Richard Thaler
  4. "As pessoas pensam na vida em termos de mudanças e não de níveis. Podem ser mudanças de status quo ou de expectativas, mas qualquer que seja a forma, são as mudanças que nos fazem felizes ou miseráveis.”

    Richard Thaler
  5. "Lembre-se que as pessoas gostam de fazer o que a maioria pensa que é certo. Lembre-se também que as pessoas gostam de fazer o que a maioria realmente faz.”

    Richard Thaler
  6. "Não há melhor maneira de construir confiança em torno de uma teoria do que acreditar que não é testável.”

    Richard Thaler
  7. "Ao desenvolvermos propriamente os incentivos e os empurrões, podemos melhorar a nossa capacidade de tornar a vida dos outros melhor e ajudar a resolver muitos dos maiores problemas da sociedade. E conseguimos fazer isto protegendo o direito de escolha de todos.”

    Richard Thaler

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Sete frases para entender o Nobel da Economia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião