Ordem dos Advogados com Comissão de Igualdade de Género

O Bastonário da Ordem dos Advogados, Guilherme Figueiredo, deu posse à Comissão para a Igualdade de Género e Violência Doméstica da Ordem dos Advogados.

O Bastonário da Ordem dos Advogados, Guilherme Figueiredo, deu posse à Comissão para a Igualdade de Género e Violência Doméstica da Ordem dos Advogados no dia 29 de Novembro, em Lisboa, na presença da Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Rosa Monteiro.

A nova comissão é presidida por Isabel Cunha Gil, vogal do Conselho Geral da Ordem dos Advogados, e constituída pelos advogados Leonor Chastre (na foto), da Cuatrecasas, Cláudia Amorim, da Sérvulo e Henrique Salinas, da CCA Ontier.

De acordo com Guilherme Figueiredo: “ a Comissão para a Igualdade de Género e Violência Doméstica tem como objetivos fundamentais responder a uma formação contínua na área da violência doméstica e igualdade de género; desenvolver um trabalho conjunto e integrado com entidades de vários setores, desde o Ministério Público, às autoridades policiais, passando pelas escolas, serviços de saúde, bem como instituições com competências em matéria de emprego e proteção social e colmatar necessidades legislativas da Assembleia da República e do Governo, procurando encontrar soluções adequadas à necessária proteção da vítima”.


Em breve será estabelecido um protocolo com a Secretaria de Estado para a Cidadania e a Igualdade para potenciar o trabalho desenvolvido pelas duas entidades.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Ordem dos Advogados com Comissão de Igualdade de Género

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião