Associação Mutualista Montepio aprova plano e orçamento para 2018

Programa de ação e orçamento para o novo ano foi aprovado na noite de quarta-feira com 96,4% dos votos.

A Assembleia Geral Ordinária da Associação Mutualista Montepio acaba de aprovar o programa de ação e orçamento para 2018, anunciou a associação em comunicado. A aprovação contou com 96,4% dos votos.

“A reunião magna decorreu, hoje, às 20h, no Edifício Sede da Associação Mutualista Montepio, em Lisboa, tendo contado com a participação de muitos associados, que votaram favoravelmente por maioria de 96,4%, o único ponto que constava da agenda de trabalho”, avança a associação.

A votação dos associados na assembleia-geral, garante Tomás Correia, “demonstra, mais uma vez, o grau de envolvimento e a motivação dos nossos associados com esta instituição de referência na sociedade portuguesa. Estamos fortemente mobilizados para contribuir, em 2018, para o desenvolvimento económico e social do país através do relacionamento com as instituições do terceiro setor”.

A propósito do início da assembleia, António Tomás Correia criticou quem fala da associação mutualista sem conhecer a realidade. “O Montepio é a mais representativa Instituição da Economia Social, composto por mais de 600 mil portugueses, das mais diversas condições, sendo o maior exemplo da capacidade associativa da nossa sociedade civil. E, essa característica tantas vezes esquecida por muitos que falam e escrevem, sem procurar esclarecimento, só nos responsabiliza, mas também nos estimula, para dar continuidade a este projeto, e fortalecê-lo como pilar do desenvolvimento da Economia Social e Cooperativa, previstos no quadro da Lei Fundamental da República Portuguesa”, afirmou esta noite.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Associação Mutualista Montepio aprova plano e orçamento para 2018

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião