Menos prejuízos com cimento ajudam lucros da Semapa

  • Lusa e ECO
  • 16 Fevereiro 2018

Ao contrário das expectativas dos investidores, a "holding" que detém a Navigator viu os seus lucros aumentarem em 2017. Apesar de lucrar menos com a pasta e papel, perdeu menos com os cimentos.

A Semapa conseguiu aumentar os resultados líquidos no ano passado, contrariando a expectativa dos analistas que antecipavam uma quebra. Os lucros subiram 8% em 2017, para 124,1 milhões de euros, num período em que a Navigator deu um contributo menor, mas a Secil também teve prejuízos bem menos expressivos.

O crescimento dos resultados devem-se em grande parte à redução das perdas no setor do cimento, onde os prejuízos se reduziram de 18 milhões de euros para 1,1 milhões — uma melhoria de 94%, assinala a “holding” no comunicado enviado à CMVM. Enquanto o setor do ambiente teve lucros ligeiramente mais altos, o setor da pasta e papel caiu 4,7%.

A Navigator, controlada pela Semapa, registou uma quebra nos lucros devido a efeitos não recorrentes que tinham afetado positivamente os lucros de 2016. “Importa referir que os resultados líquidos de 2016 beneficiaram de reversão de provisões para impostos, bem como do efeito do regime extraordinário de reavaliação fiscal que resultaram num valor de impostos positivo de sete milhões de euros, e que compara com um valor negativo de cerca de 40 milhões de euros em 2017″, salientou.

O EBITDA (resultados antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) da Semapa registou uma subida de 2,4%, atingindo 500,7 milhões de euros, isto num ano em que o volume de negócios acelerou.

A Semapa afirma que, no período de referência, o volume de negócios consolidado do grupo foi de 2.164,7 milhões de euros, mais 4,3% em comparação com 2016. O volume de negócios do grupo foi impulsionado pelo seu setor exportador e de vendas no exterior, que constituiu 75,5% do total. Tanto nos setores da pasta e papel como nos do cimento e do ambiente, o volume de negócios registou aumentos.

Ao mesmo tempo que tanto vendas como o EBITDA e os lucros cresceram, a dívida líquida da Semapa encolheu. Fixou-se em 1.673,7 milhões de euros, menos 106 milhões de euros em comparação com o resultado consolidado de 2016.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Menos prejuízos com cimento ajudam lucros da Semapa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião