Abreu Advogados debate recuperação de empresas em Cabo Verde

  • ADVOCATUS
  • 20 Fevereiro 2018

A Abreu Advogados participa num workshop dedicado à discussão dos mecanismos jurídicos de recuperação de empresas, insolvência e liquidação, de 22 a 24 de fevereiro, na Ilha do Sal.

A Abreu Advogados participa num workshop dedicado à discussão dos mecanismos jurídicos de
recuperação de empresas, insolvência e liquidação, a convite da Direção Geral de Política de Justiça de Cabo Verde, de 22 a 24 de fevereiro, na Ilha do Sal.

A iniciativa conta com a abertura da ministra da Justiça de Cabo Verde, Janine Tatiana Santos Lélis, numa altura em que a melhoria do ambiente de negócios e a eliminação dos custos de contexto constituem prioridades do Governo da República.

"Cabo Verde oferece ótimas condições para, com uma economia em transição, adotar soluções jurídicas que melhorem o ambiente de negócios, reforcem a competitividade e atraiam o investimento estrangeiro.”

Francisco Patrício

Sócio da Abreu Advogados

Para Francisco Patrício, sócio da Abreu Advogados, “Cabo Verde oferece ótimas condições para,
com uma economia em transição, adotar soluções jurídicas que melhorem o ambiente de negócios, reforcem a competitividade e atraiam o investimento estrangeiro”, abordagem que fará na análise comparada a partir dos regimes jurídicos português e cabo-verdiano dos procedimentos de recuperação de empresas e de insolvência, sua área de atuação.

Mário João Fernandes, consultor da Abreu Advogados, vai dedicar a sua intervenção à avaliação de impacte legislativo do Código de Recuperação e Insolvência de Cabo Verde, em vigor desde Novembro de 2016.

O workshop promovido pelo Ministério da Justiça é “uma excelente oportunidade para refletir em conjunto, com os diversos operadores jurídicos, sobre os mecanismos de agilização e aperfeiçoamento dos procedimentos de insolvência, recuperação e liquidação de empresas, de forma a reduzir os custos de contexto”, concretizou.

A Abreu Advogados tem uma desk dedicada a Cabo Verde, liderado pelos sócios José Eduardo
Martins e Francisco Patrício, e beneficia da sua parceria local através da Arnaldo Silva e Associados, sociedade de advogados fundada pelo ex Bastonário da Ordem dos Advogados de Cabo Verde.

Nos últimos anos, a Abreu Advogados “acumulou um grande capital de experiência no apoio jurídico à tomada decisão por instituições públicas e privadas de Cabo Verde. Através da Abreu International Legal Solutions tem acumulado experiências de sucesso na modelização de instrumentos financeiros internacionais para promoção de investimento estrangeiro nos setores dos transportes, energia, água, resíduos e telecomunicações”, segundo comunicado do escritório.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Abreu Advogados debate recuperação de empresas em Cabo Verde

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião