Advogado da Sérvulo em conferência de direito administrativo

Pedro Sánchez coordena Conferência na Ordem dos Advogados sobre inconstitucionalidade de leis fundamentais do Direito Administrativo que decorre esta terça-feira, entre as 9.00 e as 16.00.

Numa iniciativa conjunta do Conselho Regional de Lisboa da Ordem dos Advogados e da Revista de Direito Administrativo, Pedro Fernández Sánchez, Professor da Faculdade de Direito de Lisboa e advogado da Sérvulo & Associados, coordena uma Conferência que tem lugar no dia 6 de Março, entre as 9.00 e as 16.00, na Ordem dos Advogados, com o tema: “A Constituição e a Administração Pública: o Direito Administrativo revisitado”.

A conferência tem como objeto a discussão dos problemas de eventual inconstitucionalidade das principais leis do Direito Administrativo nacional, incluindo o Código do Procedimento Administrativo, o Código do Processo nos Tribunais Administrativos, o Código dos Contratos Públicos, o Regime da Responsabilidade Civil do Estado ou a Lei do Tribunal de Contas.

Para essa discussão, foram compostos painéis que reúnem alguns especialistas em Direito Constitucional e em Direito Administrativo do nosso país, incluindo Paulo Otero, Rui Medeiros, Pedro Gonçalves, Alexandre Sousa Pinheiro, Marco Capitão Ferreira, Marco Caldeira, Tiago Serrão e José Duarte Coimbra.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Advogado da Sérvulo em conferência de direito administrativo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião