Amaral Tomaz renuncia à Caixa por razões de saúde

Mandato do administrador na Caixa Geral de Depósitos já se encontrava suspenso temporariamente desde fevereiro. Agora, surge a renúncia ao cargo devido a motivos de saúde.

João Amaral Tomaz renunciou ao seu mandato de administrador na Caixa Geral de Depósitos no passado dia 30 de abril, devido a “motivos de saúde que se revelaram incompatíveis com o exercício do cargo”, informou esta quarta-feira o banco público em comunicado à CMVM.

O ex-administrador do Banco de Portugal já tinha visto o seu mandato suspenso temporariamente em fevereiro pelas mesmas razões. Ocupava o cargo de administrador no banco público há cerca de um ano.

Amaral Tomaz foi secretário de Estado dos Assuntos Fiscais entre 2005 e 2008.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Amaral Tomaz renuncia à Caixa por razões de saúde

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião