Draghi assegura que BCE vai ser “paciente” na subida dos juros

Presidente do BCE assegurou que vai ter uma abordagem cautelosa na subida das taxas de juro porque a evolução da economia e dos preços na Zona Euro continua incerta.

Mario Draghi assegurou em Sintra que o Banco Central Europeu (BCE) vai ser paciente na subida das taxas de juro e disse que a normalização da política monetária vai ser gradual para se ajustar às incertezas que ameaçam o crescimento económico e a inflação na Zona Euro.

Na semana passada, o BCE anunciou a retirada dos estímulos monetários para o final do ano e revelou que um aumento dos juros só aconteceria no verão de 2019, o que deixou os investidores mais convencidos de que o banco central iria promover uma subida das taxas em setembro do próximo ano.

Mas ao falar na abertura do segundo dia do Forum BCE, que decorre até amanhã na Penha Longa, Draghi assegurou que a autoridade monetária vai continuar “paciente na determinação do timing da primeira subida dos juros” e que vai “adotar uma abordagem gradual para ajustar política a partir desse momento“.

O presidente do BCE disse que a ampla expansão da economia está a ter efeitos positivos na evolução dos preços e lembrou que, nos próximos três anos, a taxa de inflação vai estar bem perto daquilo que é o seu objetivo: abaixo, mas perto dos 2% no médio prazo. “O que é chave é que as expectativas de inflação estão bem ancoradas. (…) Mas incerteza decorrente dos desenvolvimentos económicos permanece ao longo das várias fases deste processo”, sublinhou o italiano.

Em concreto, Draghi referiu-se “à ameaça do aumento do protecionismo, desencadeado pela imposição de taxas sobre o alumínio e aço pelos EUA, ao aumento dos preços do petróleo devido ao aumento dos riscos geopolíticos no Médio Oriente e à possibilidade de persistir uma elevada volatilidade nos mercados financeiros“.

Por outro lado, os responsáveis de política monetária estão a ter maiores dificuldades em fazer previsões para a evolução dos preços no consumidor em função do comportamento dos salários, o que deve deixar o BCE ainda mais cauteloso na sua abordagem de política monetária.

“Mesmo que os salários continuem a aumentar, como esperamos, não podemos excluir que fatores estruturais que estão além do controlo dos bancos centrais impeçam a transmissão dos salários para os preços nos consumidores”, considerou. “Por exemplo, uma concorrência mais intensa devido à globalização ou o e-commerce podem comprimir as margens”, pressionando os preços finais, explicou.

“Resumindo, a política monetária na Zona Euro vai manter-se paciente, persistente e prudente“, disse Draghi, socorrendo-se muitas vezes do discurso utilizado na passada quinta-feira.

Comentários ({{ total }})

Draghi assegura que BCE vai ser “paciente” na subida dos juros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião