E vão seis sessões de ganhos consecutivos. Sporting acumula valorização de 35%

Há seis sessões que o Sporting não para de recuperar valor na bolsa. Os títulos da SAD leonina valorizam quase 13% nesta sessão.

No dia em que o avançado Das Bost se mostra aberto a desistir da rescisão por justa causa, a SAD leonina continua a recuperar valor na bolsa. Há seis sessões, que os títulos dos verdes e brancos estão a valorizar, tendo já acumulado um ganho de 34,8%.

Esta quinta-feira, com 6.510 títulos negociados, as ações da SAD do Sporting — que negoceiam por chamada duas vezes ao dia — subiram 12,66% para 0,89 euros, atingindo máximos de 29 de março.

Ações do Sporting em forte recuperação

Os investidores estão, com esta subida acentuada das ações, a demonstrar o seu agrado com a destituição de Bruno de Carvalho da presidência leonina, sendo nomeado para o cargo José Sousa Cintra até à realização de eleições no clube de Alvalade.

Assim que tomou posse, Sousa Cintra avançou com o despedimento do treinador sérvio SinisaMihajlovic, que tinha sido contratado por Bruno de Carvalho face à saída de Jorge Jesus. Esta decisão foi justificada com o comportamento do técnico, cuja “primeira decisão” enquanto treinador do clube foi a de “alterar o estágio” da equipa, o que faria o clube “perder 300 mil euros”.

Entretanto, Sousa Cintra também já deu resposta a uma das questões mais urgentes do clube, admitindo o regresso dos futebolistas que tinham rescindido (nove jogadores fizeram essa escolha). Nesse sentido, esta quinta-feira, o Correia da Manhã adianta que o avançado holandês Das Bost está mesmo disposto a “regressar” ao clube, se lhe forem garantidas contrapartidas. Os advogados do jogador explicam que o atleta está aberto a desistir da ação judicial de rescisão por justa causa, mas em troca exigiam que os responsáveis leoninos aceitassem negociar o passe.

Ainda sobre essa matéria, o Sporting está também a negociar com Jorge Mendes no sentido de tentar a chegar a um entendimento para que os leões sejam recompensados financeiramente pela saída do guarda-redes Rui Patrício para o clube inglês Wolverhampton.

No domingo, o presidente da Comissão de Gestão do Sporting anunciou que as contas do clube vão ser submetidas a uma auditoria forense. Artur Torres Pereira acabou por admitir, na terça-feira, que a SAD encontra-se em situação de falência técnica, mas afastou o cenário de colapso da sociedade.

O jornalismo continua por aqui. Contribua

Sem informação não há economia. É o acesso às notícias que permite a decisão informada dos agentes económicos, das empresas, das famílias, dos particulares. E isso só pode ser garantido com uma comunicação social independente e que escrutina as decisões dos poderes. De todos os poderes, o político, o económico, o social, o Governo, a administração pública, os reguladores, as empresas, e os poderes que se escondem e têm também muita influência no que se decide.

O país vai entrar outra vez num confinamento geral que pode significar menos informação, mais opacidade, menos transparência, tudo debaixo do argumento do estado de emergência e da pandemia. Mas ao mesmo tempo é o momento em que os decisores precisam de fazer escolhas num quadro de incerteza.

Aqui, no ECO, vamos continuar 'desconfinados'. Com todos os cuidados, claro, mas a cumprir a nossa função, e missão. A informar os empresários e gestores, os micro-empresários, os gerentes e trabalhadores independentes, os trabalhadores do setor privado e os funcionários públicos, os estudantes e empreendedores. A informar todos os que são nossos leitores e os que ainda não são. Mas vão ser.

Em breve, o ECO vai avançar com uma campanha de subscrições Premium, para aceder a todas as notícias, opinião, entrevistas, reportagens, especiais e as newsletters disponíveis apenas para assinantes. Queremos contar consigo como assinante, é também um apoio ao jornalismo económico independente.

Queremos viver do investimento dos nossos leitores, não de subsídios do Estado. Enquanto não tem a possibilidade de assinar o ECO, faça a sua contribuição.

De que forma pode contribuir? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

Obrigado,

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

E vão seis sessões de ganhos consecutivos. Sporting acumula valorização de 35%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião