Hoje nas notícias: inquilinos, CP e Monchique

  • ECO
  • 7 Agosto 2018

Dos jornais aos sites, passando pelas rádios e televisões, leia as notícias que vão marcar o dia.

As primeiras páginas de todos os jornais estão, mais uma vez, dominadas pelo incêndio de Monchique, que começou na passada sexta-feira e ainda não deu tréguas, tendo as autoridades admitido que a situação é “muito complexa”. Relacionado com o incêndio também destaque para o caos no 112, que está a aumentar o tempo de resposta às chamadas de emergência e no domingo fez com que perto de 200 pessoas acabassem por desistir da chamada. No arrendamento, o diploma de preferência pode afinal trazer problemas aos inquilinos. Ainda, na CP o conselho de administração está de saída e a tutela já está à procura de uma nova equipa

Diploma de direito de preferência pode prejudicar inquilinos

O projeto-lei que visa reforçar o direito de preferência dos inquilinos no caso da venda dos imóveis arrendados pode prejudicar quem opte pela compra. A notícia é avançada pelo Jornal de Negócios (acesso pago) que consultou vários especialistas que dão conta de que o documento está “cheio de armadilhas”, imprecisões e “não reforça assim tanto”, podendo mesmo “acarretar grandes problemas” a quem comprar.

Baixo investimento público ajuda Governo a conter despesa

A Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO) analisou a execução em contabilidade pública e concluiu que o Governo está a conter a despesa total sobretudo à custa do investimento público, cuja execução orçamental é substancialmente baixa. O investimento público, descontando concessões rodoviárias, está a registar um crescimento de apenas 3,7%, quando no Orçamento são estabelecidos valores próximos dos 50%, mais precisamente 48,3%. Leia a notícia completa em Dinheiro Vivo (acesso livre).

Administração da CP está de saída em plena crise ferroviária

O conselho de administração da CP está de saída e a tutela já está à procura de uma nova equipa, avança o Público (acesso condicionado) esta terça-feira. Carlos Nogueira, Abrantes Machado e Ana Malhó vão ser substituídos num momento em que a empresa atravessa um período conturbado por falta de pessoal, mas também de comboios. Contactada pelo Público, fonte oficial da CP disse não ter informação sobre uma eventual mudança na administração e o Ministério do Planeamento e Infraestruturas, de Pedro Marques, não respondeu às questões colocadas pelo diário. Leia a notícia completa no Público (acesso condicionado)

Incêndio em Monchique não dá tréguas

O incêndio em Monchique, que teve início na passada sexta-feira, dia 4 de agosto, está a dominar todos os jornais, rádios e televisões. É uma das notícias que está a marcar o começo desta terça-feira. Esta manhã a RTP avança que a população de lameiras poderá ter de ser evacuada nos próximos minutos. A rádio TSF escreve que a noite foi “dura” em Monchique e que a operação é neste momento “muito complexa”. O fogo voltou a aproximar-se da vila de Monchique, com as chamas perto do quartel dos bombeiros, das termas e do convento. O número de assistências médicas subiu para 95, dos quais 66 apenas receberam assistência e 29 são feridos ligeiros. No terreno estão mais de 1.100 homens e 340 carros de combate a incêndios. Nas estradas, as nacionais 266, 266-3 e duas estradas municipais (a 501 e a 502) estão cortadas devido às chamas. Leia a notícia completa em TSF (acesso livre).

173 pessoas desistiram da chamada para o 112 devido à espera

O jornal i escreve esta terça-feira a sua manchete sobre o caos no 112. De acordo com o jornal, no passado domingo, com o incêndio de Monchique ativo, 173 pessoas viram-se obrigadas a desistir da chamada de emergência devido à demora. Neste momento, o tempo de espera pode chegar a ser superior a 20 minutos, quando a média do tempo de resposta deveria ser de seis segundos. A falta de recursos humanos está a comprometer a garantia de socorro no país e nas próximas quarta, quinta e sexta-feira, entre as 00h e as 08h, meio país será socorrido por apenas três assistentes. Leia a notícia no jornal i (acesso condicionado).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Hoje nas notícias: inquilinos, CP e Monchique

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião