Azeredo Perdigão & Associados assessora Teijin na compra da Inapal Plásticos

A sociedade de advogados Azeredo Perdigão & Associados prestou assessoria jurídica à japonesa Teijin na compra da Inapal Plásticos, fabricante portuguesa de peças automóveis.

A Azeredo Perdigão & Associados prestou assessoria jurídica à Teijin Limited, grupo tecnológico sedeado no Japão, na compra da Inapal Plásticos ao Fundo Recuperação FCR, gerido pela ECS – Sociedade Gestora de Fundos de Capital de Risco.

A Inapal Plásticos é uma produtora de peças para a indústria automóvel com duas fábricas em Portugal, uma no norte, em Leça do Balio, e outra no sul, em Palmela, no Parque Industrial da Autoeuropa. A fabricante portuguesa conta com clientes tão famosos como a Jaguar, a Land Rover, a BMW, a Mercedes, a Volkswagen e a Bentley.

A equipa da Azeredo Perdigão & Associados foi liderada pelo seu sócio e managing partner, Miguel de Azeredo Perdigão, e contou ainda com os associados Pedro Morão Correia, Luís Filipe Garcia e Inês Henriques de Matos.

Para esta operação o escritório português foi selecionado por uma das maiores sociedade de advogados norte-americanas, a Latham & Watkins LLP, que também interveio juridicamente através do seu escritório de Madrid, com uma equipa liderada pelo seu sócio, Jose Antonio Sánchez Dafos, e com o associado Ori Assa e o counsel Iván Rabanillo.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Azeredo Perdigão & Associados assessora Teijin na compra da Inapal Plásticos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião