Azeredo Perdigão & Associados assessora Teijin na compra da Inapal Plásticos

A sociedade de advogados Azeredo Perdigão & Associados prestou assessoria jurídica à japonesa Teijin na compra da Inapal Plásticos, fabricante portuguesa de peças automóveis.

A Azeredo Perdigão & Associados prestou assessoria jurídica à Teijin Limited, grupo tecnológico sedeado no Japão, na compra da Inapal Plásticos ao Fundo Recuperação FCR, gerido pela ECS – Sociedade Gestora de Fundos de Capital de Risco.

A Inapal Plásticos é uma produtora de peças para a indústria automóvel com duas fábricas em Portugal, uma no norte, em Leça do Balio, e outra no sul, em Palmela, no Parque Industrial da Autoeuropa. A fabricante portuguesa conta com clientes tão famosos como a Jaguar, a Land Rover, a BMW, a Mercedes, a Volkswagen e a Bentley.

A equipa da Azeredo Perdigão & Associados foi liderada pelo seu sócio e managing partner, Miguel de Azeredo Perdigão, e contou ainda com os associados Pedro Morão Correia, Luís Filipe Garcia e Inês Henriques de Matos.

Para esta operação o escritório português foi selecionado por uma das maiores sociedade de advogados norte-americanas, a Latham & Watkins LLP, que também interveio juridicamente através do seu escritório de Madrid, com uma equipa liderada pelo seu sócio, Jose Antonio Sánchez Dafos, e com o associado Ori Assa e o counsel Iván Rabanillo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Azeredo Perdigão & Associados assessora Teijin na compra da Inapal Plásticos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião