Flexdeal estreia-se a negociar na bolsa. Ações disparam 5% mas com pouca liquidez

A Flexdeal chegou ao mercado acionista lisboeta em dezembro, mas só esta quinta-feira foram transacionadas as primeiras ações da empresa. E em alta: títulos dispararam 5% para 5,25 euros.

Apesar de ter chegado ao mercado de capitais no mês passado, só esta quinta-feira é que a Flexdeal realizou as primeiras transações na bolsa. E em forte alta: as ações desta Sociedade de Investimento para o Fomento da Economia (SIMFE) dispararam 5% para 5,25 euros.

Apenas 700 títulos tinham mudado de mãos nesta sessão de estreia a negociar, um nível de liquidez bastante reduzido e que tende resultar em variações mais acentuadas no que toca à sua cotação.

A Flexdeal, liderada por Alberto Amaral, foi a primeira SIMFE a ser constituída e também a primeira a chegar à bolsa. Estas sociedades têm como objetivo promover o investimento em pequenas e médias empresas, mas também em mid caps e small mid caps. Ou seja, fomentar a economia, como o próprio nome indica.

Foi a 24 de dezembro que a sociedade foi admitida na bolsa portuguesa, depois de um aumento de capital de cinco milhões de euros e que conferiu uma avaliação de mercado de 16 milhões de euros. Desde então que tem estado “em branco” no que toca à transação de ações na bolsa, situação que terminou hoje.

Ainda no início desta semana a recém-cotada comunicou ao mercado que vai distribuir aos seus acionistas um dividendo de 7,41 cêntimos por ação no dia 24 de janeiro. Isto depois de ter anunciado um lucro de quase 400 mil euros nos 12 meses que terminaram no fim de setembro (equivalentes ao primeiro exercício fiscal completo).

A Método Garantido é a principal acionista da Flexdeal, com 68,28% do capital, sendo Rafael Rocha o segundo maior acionista (com 12,42%). O Montepio Nacional de Farmácias detém 3,10% do capital, Domingos Guimarães 2,48%, Paulo Sousa 1,24%, a Soaserv Consultoria 2,48% e José Carlos Coelho 1,86%.

Comentários ({{ total }})

Flexdeal estreia-se a negociar na bolsa. Ações disparam 5% mas com pouca liquidez

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião