SIC reforça liderança nas audiências. Ganha terreno à TVI

A SIC fechou o mês de março com um share de 19,1%, que compara com os 18% registados pela TVI. Continuou a ganhar telespetadores depois de "roubar" a liderança à Media Capital.

A SIC continuou a ganhar telespetadores ao longo do mês de março, depois de ter conquistado o estatuto de líder de audiências em fevereiro deste ano, mais de uma década depois de o ter perdido para a concorrente TVI. No final de março, a estação televisiva do grupo Impresa reforçou essa liderança e distanciou-se da TVI, que continua a liderar as audiências no horário nobre da televisão portuguesa.

Enquanto, em fevereiro, o share dos dois canais generalistas abertos tinha uma diferença de apenas 0,1 pontos percentuais, a SIC fechou o mês de março com um share de audiências diárias de 19,1%, que compara com os 18% alcançados pela estação concorrente, detida pelo grupo Media Capital. Os dados são da GfK e da CAEM, avançados pelo grupo Impresa num comunicado.

Audiências diárias em share (%)

“A SIC consolidou em março a liderança de audiências e já é a estação mais vista no primeiro trimestre de 2019 […] e já lidera no ano de 2019 com 18,8% de share“, lê-se na nota do grupo liderado por Francisco Pedro Balsemão. “O crescimento da SIC em março deveu-se à mais recente aposta no horário das 19h00 aos dias úteis e no prime time de domingo — Quem Quer Namorar com o Agricultor? — e à excelente performance da informação com o Jornal da Noite aos dias úteis”, justifica a empresa de media.

A Media Capital salienta, por seu lado, que continua a ser líder no prime-time, o mais relevante período para as receitas comerciais. Em comunicado, refere a empresa liderada por Rosa Cullel, “a TVI continua a reforçar a liderança no prime-time ao registar 22,1% no Universo. No principal target comercial, Adultos – também em prime-time -, a TVI lidera, com um share de 22,5%, de acordo com os dados da GfK. No final do 1º trimestre a TVI lidera destacada o Prime time com 22.8% de share no Universo e de 23.2% em Adultos”. Além disso, acrescenta no comunicado, “também o “Jornal das 8” mantém a liderança com 951 mil espectadores e um share de 20,7%, contribuindo o jornalismo de investigação para estes resultados”.

A trajetória de recuperação de audiências registada pela Impresa iniciou-se este ano, depois de Francisco Pedro Balsemão ter contratado a apresentadora Cristina Ferreira à Media Capital. Cristina Ferreira era uma das caras mais famosas da TVI, a estação concorrente. A empresa também passou de prejuízos a lucros no ano passado, tendo obtido um resultado líquido positivo de 3,1 milhões de euros. Ainda assim, longe dos resultados da Media Capital, que atingiu os 21,6 milhões de euros, um crescimento de 9% face ao ano anterior.

(Notícia atualizada às 20h01 com informação sobre comunicado da Media Capital)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

SIC reforça liderança nas audiências. Ganha terreno à TVI

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião