Combustíveis: Uber alerta para “condicionamentos” no serviço

"Os serviços disponibilizados através da aplicação Uber poderão apresentar condicionamentos temporários", alertou a empresa num comunicado enviado aos utilizadores.

A Uber Portugal enviou um aviso a todos os utilizadores no qual alerta para “condicionamentos temporários” no serviço, devido à greve dos motoristas de matérias perigosas.

“Como consequência da atual greve dos motoristas de matérias perigosas, os serviços disponibilizados através da aplicação Uber poderão apresentar condicionamentos temporários”, indica a empresa. “Relembramos que pode recorrer a soluções alternativas, como por exemplo, pedir uma viagem UberGreen ou utilizar uma bicicleta Jump”, sugere a companhia.

Esta é a primeira reação da aplicação de transporte à escassez de combustíveis no país, face à paralisação dos trabalhadores responsáveis pela distribuição destes recursos.

O alerta surge depois de também o presidente de uma das associações de parceiros destas empresas ter previsto um cenário “caótico” se continuar a faltar gasolina e gasóleo dentro de dois dias, como noticiou o ECO.

Há poucos carros elétricos e não são suficientes para satisfazer as necessidades da população”, disse João Pica, presidente da Associação Nacional de Parceiros das Plataformas Alternativas de Transporte, que junta 40 empresas que têm frotas ao serviço de aplicações como a Uber, Kapten e Bolt.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Combustíveis: Uber alerta para “condicionamentos” no serviço

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião