João Bento assume liderança dos CTT a 22 de maio

O nome de João Bento para novo presidente executivo dos CTT foi confirmado em comunicado enviado à CMVM. Gestor que substitui Francisco Lacerda vai assumir o cargo a partir de 22 de maio.

Está confirmado. João Bento é o nome que se segue na presidência executiva dos CTT CTT 0,24% , na sequência da renúncia ao cargo por parte de Francisco de Lacerda. A mudança tem efeitos a partir de dia 22 deste mês, confirmou a empresa numa nota enviada à CMVM.

Nessa data, João Bento também “deixará de exercer qualquer função no Grupo Manuel Champalimaud”, antiga Gestmin e a principal acionista da empresa de correios, da qual ainda é vice-presidente. Os “demais quatro membros da Comissão Executiva” dos CTT mantêm-se “em funções”.

“Esta designação, atento o perfil, experiência e conhecimento da empresa do CEO designado, bem como a manutenção dos quatro outro membros da equipa executiva, permite uma transição sólida e atempada da liderança da equipa executiva”, sublinham os CTT na mesma comunicação.

O ECO noticiou em exclusivo na última sexta-feira que Francisco de Lacerda se demitiu do cargo de presidente executivo dos CTT, antecipando a saída para permitir à nova gestão o início das negociações do novo contrato de concessão com o Estado.

Essa será agora a principal missão de João Bento, novo líder da empresa centenária, que também terá a responsabilidade de fazer crescer o Banco CTT e pôr o plano de reestruturação a dar frutos.

À semelhança dos pares europeus, os CTT têm enfrentado a pressão da queda do volume de correio endereçado. Esta segunda-feira, os títulos da empresa recuaram 2,82%, para 2,28 euros por ação.

(Notícia atualizada às 17h04 com mais informações)

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

João Bento assume liderança dos CTT a 22 de maio

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião