Makropédia, o centro de partilha de conhecimento da Makro

  • Ricardo Vieira
  • 16 Maio 2019

Empresa grossista aposta na formação dos colaboradores. No entanto, o centro em Alfragide foi também pensado para clientes.

A Makro Portugal acaba de inaugurar a Makropédia, um centro de partilha de conhecimento, pensado para colaboradores mas também clientes e parceiros.
Este centro, criado na loja em Alfragide, dedica-se à formação e educação na área de atividade da empresa, retalho e distribuição.

Além dos colaboradores, que vão receber “todas as ferramentas necessárias para que sejam ‘os especialistas’ das suas secções, conhecedores do mercado e conselheiros dos seus clientes” – explica a empresa em informação à imprensa – a Makropédia foi também pensada para os clientes: empreendedores, negócios de hotelaria e restauração. “A empresa quer que este Centro seja um local onde descubram Portugal e a Gastronomia portuguesa, as técnicas, os sabores, os ingredientes, e com isso uma das grandes heranças da nossa cultura: a gastronomia”, afirmam.

“Com este investimento, que envolveu a reconfiguração da nossa loja de Alfragide, oferecemos agora um espaço inteiramente dedicado às mais variadas dinâmicas do setor grossista e da distribuição a nível nacional. Um espaço com esta dimensão e com a dinâmica que irá ter, é único no setor em Portugal. Mais uma vez a Makro antecipa-se e oferece aos seus colaboradores, clientes e parceiros algo muito particular e único no mercado”, afirma Marta Rocha, head of human ressources da Makro Portugal.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Makropédia, o centro de partilha de conhecimento da Makro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião