Cinco dicas para melhorar a eficácia do seu perfil de LinkedIn

O LinkedIn é cada vez mais utilizado pelos recrutadores. Para a Robert Walters, "um perfil profissional online eficaz é essencial" num processo de recrutamento. Saiba como melhorar o seu perfil.

Com mais de 600 milhões de perfis e dois novos membros a cada segundo, o LinkedIn está a ganhar cada vez mais terreno na área do recrutamento profissional. De acordo com a Robert Walters, o clássico CV já não é suficiente para “vender” as capacidades dos candidatos.

“Um perfil profissional online eficaz é essencial para ser notado pelos recrutadores e empresas contratantes”, bem como para “conseguir as melhores oportunidades”, diz a consultora em comunicado.

Mas não basta criar uma conta no LinkedIn e esperar que os empregadores venham à sua procura. É preciso dedicar algum tempo a esta rede social, adotando técnicas para melhorar a eficácia do seu perfil. Conheça as cinco dicas da Robert Walters.

1. Consiga uma boa primeira impressão

A fotografia é o primeiro aspeto que não deve ser descurado. “Funciona como rosto do seu perfil. Adicionar uma fotografia ao seu perfil aumenta significativamente as probabilidades de receber uma mensagem no LinkedIn, sendo que os perfis que têm fotografias de cara com aspeto mais profissional têm mais visualizações”, diz a consultora de recrutamento. Na hora de tirar a fotografia, assegure-se que é fotografado de frente, com um sorriso e num ambiente com aspeto profissional, livre de distrações. Depois de tirada a fotografia, quando estiver a fazer o upload, outra dica da Robert Walters é que altere o nome do ficheiro para nomeapelido.jpg (por exemplo, mariasilva.jpg). Esta forma vai garantir que “vai surgir na primeira página de resultados do Google”.

Depois de concretizado o primeiro elemento, segue-se o resumo profissional. “Este é o discurso que transmite a sua marca pessoal, sendo uma oportunidade para contar a sua história e apresentar-se a potenciais recrutadores”, refere a Robert Walters. Assim, é importante que inclua novas conquistas, sucessos e ambições de carreiras, bem como o tipo de funções a que se candidataria.

2. Atualize a sua experiência de trabalho e conquistas mais importantes

Quanto mais conteúdo, maior será a probabilidade de aparecer nas pesquisas dos recrutadores. E, mesmo que não esteja à procura de trabalho de forma ativa, “é importante ir atualizando a sua experiência com todos os novos sucessos que tenha alcançado”. Além de atualizar o posto de trabalho que ocupa atualmente, deve incluir no seu perfil certificados, cursos, prémios, idiomas e publicações. Se for o caso, pode, também, ter em conta a participação em atividades de voluntariado, por exemplo.

Networking pode ser a chave para o sucesso no LinkedIn.Pixabay

O percurso académico também não deve ser esquecido. Adicionar universidades ou outro tipo de escolas que tenham a sua própria conta no LinkedIn pode, segundo a consultora de recrutamento profissional especializado, fomentar oportunidades de networking.

3. Otimize os rankings de pesquisa

Os recrutadores procuram perfis no LinkedIn por palavras-chave. Ou seja, para otimizar o seu ranking de pesquisa, experimente incorporar termos do setor no seu título, resumo e experiência de trabalho. A dica da Robert Walters é que se mantenha informado sobre as palavras-chave que mais são utilizadas pelos recrutadores. Além disso, deve certificar-se de que usa uma linguagem clara e concisa.

4. Reveja os seus contactos e grupos

Networking pode ser a chave para o sucesso. “Fazer um networking eficaz com o seus colegas de profissão ou mesmo do setor pode ser a chave para alcançar as suas metas de carreira, ao encontrar contactos que lhe podem dar a conhecer novas oportunidades”, explica a Robert Walters. Por isso mesmo, comece por percorrer a sua lista de contactos e reveja quem está na sua rede.

"Quanto mais conexões, maior será a sua rede global, criando mais oportunidades a longo prazo.”

Robert Walters

“Há pessoas importantes que conheceu recentemente e que ainda não adicionou? Se sim, entre em contacto. Procure também os seus colegas de trabalho ou novos clientes e adicione-os”, aconselha a consultora, acrescentando que “quanto mais conexões, maior será a sua rede global, criando mais oportunidades a longo prazo”.

Depois da lista de contactos, dedique algum tempo aos grupos. “Verifique a que grupos pertence. Talvez haja novos grupos a que possa aderir, ou sair de outros que já não são relevantes”, começa por sugerir a Robert Walters, lembrando que participar ativamente em grupos específicos no LinkedIn faz com que esteja em contacto com especialistas da mesma área.

5. Faça recomendações

“Ter um bom historial profissional com boas referências ajuda a atrair as atenções para o seu perfil”, começa por explicar a empresa de recrutamento. Por isso, o conselho de Robert Walters é que faça recomendações de outros contactos da sua rede. “Quantas mais recomendações fizer, mais irá receber” e são, precisamente, as recomendações que lhe fazem que irão convencer os recrutadores ou responsáveis de seleção de que vale a pena apostar em si, diz a consultora.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Cinco dicas para melhorar a eficácia do seu perfil de LinkedIn

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião