Mais de cinco milhões de contribuintes já entregaram IRS. Prazo está quase a terminar

Mais de cinco milhões de portugueses já entregaram a declaração anual de rendimentos à Autoridade Tributária. Se ainda não o fez, tenha atenção: o prazo termina no domingo.

Mais de cinco milhões de contribuintes portugueses já entregaram a declaração de IRS relativa aos rendimentos auferidos em 2018. Este ano e pela primeira vez, o prazo para apresentar a declaração em causa termina no final de junho. Ou seja, se ainda não entregou o IRS, já só tem uma semana para o fazer.

De acordo com os dados disponíveis no Portal das Finanças, já foram validadas até ao momento 5.121.239 declarações de IRS. No último ano, foram apresentadas na totalidade 5.722.886 declarações. Ou seja, a uma semana do fim do prazo, verifica-se ainda uma diferença de mais de 600 mil declarações.

É importante notar, contudo, que estes valores não são diretamente comparáveis, uma vez que incluem não só declarações relativas a anos anteriores que estavam em falta e cujos beneficiários decidiram este ano regularizar a situação, mas também eventuais declarações de substituição. Além disso, esta diferença pode ser também justificada por casais que tenham decidido entregar o IRS em conjunto, o que resultaria num número inferior de declarações.

Os contribuintes têm até ao final de junho (ou seja, até domingo) para entregar a declaração anual de rendimentos, o que representa um alargamento em um mês do prazo relativamente aos anos anteriores (tradicionalmente, terminava em maio).

Outra novidade é a extensão da abrangência do IRS Automático, que este ano está disponível para 3,2 milhões de contribuintes, uma vez que passou a abarcar também os subscritores de Planos Poupança Reforma (PPR) e os contribuintes que fizeram donativos.

Optar pelo IRS Automático é, contudo, sinónimo de tributação separada, o que pode ser desvantajoso para muitos casais. Cônjuges que queiram entregar o IRS em conjunto têm, portanto, de seguir a via tradicional, beneficiando ainda assim do pré-preenchimento de vários campos.

No que diz respeito aos reembolsos, o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais adiantou, em abril, que a expectativa para este ano era conseguir devolver aos contribuintes os montantes em causa no prazo de 11 dias, para o IRS Automático, e de 16 dias, para as restantes declarações.

Comentários ({{ total }})

Mais de cinco milhões de contribuintes já entregaram IRS. Prazo está quase a terminar

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião