Pedro Siza Vieira: “Impacto das startups na economia supera crescimento do PIB”

Ministro Adjunto e da Economia reforçou a importância dos empreendedores portugueses na economia nacional e na imagem do país além-fronteiras.

O aumento do impacto das startups no PIB nacional cresceu mais do que o próprio PIB, sublinhou esta manhã Pedro Siza Vieira, ministro Adjunto e da Economia, na cerimónia que comemorou os três anos de Startup Portugal, a estratégia nacional para o empreendedorismo.

No palco do Teatro Thalia, em Lisboa, o ministro sublinhou a importância dos negócios ligados às startups, agradeceu aos empreendedores e sublinhou o impacto económico desta economia que representa já 1,1% do PIB português.

“O crescimento do impacto das startups na economia supera o próprio crescimento do PIB. E as startups são também a prova de que políticas públicas podem fazer diferença, também na economia”, disse o responsável, assinalando que a maneira de fazer dos empreendedores muda, de imediato, a economia nacional. “Mudou a forma como o talento português pode vencer sem ter de partir, tendo em Portugal uma base para desenvolver todo o seu potencial”, assinalou Pedro Siza Vieira.

Apresentação dos resultados da Startup Portugal e o impacto do Ecossistema empreendedor na Economia portuguesa - 26JUL19
Pedro Siza Vieira, ministro Adjunto e da Economia, na apresentação do balanço dos primeiros três anos de Startup Portugal.Hugo Amaral/ECO

Mas nem só dentro de portas os empreendedores deram que falar. E Pedro Siza Vieira reforçou também o papel que estes empresários têm na maneira como o mundo vê Portugal. “A visibilidade que trouxeram ao país como espaço que tem talento, criatividade e energia empreendedora ajudou fortemente a mudar a perceção que o mundo tem de Portugal. Eles têm a capacidade de mostrar que Portugal tem coisas para oferecer ao mundo diferentes do que a história durante anos contou”.

João Correia Neves, secretário de Estado da Economia, também assinalou a importância das medidas anunciadas desde há três anos para promover e incentivar o ecossistema empreendedor. “Houve muitas mudanças e consistência, por isso os resultados começam a aparecer”, disse, acrescentando que o Governo tem de ser capaz de “responder aos desafios e contribuir para o nosso desempenho económico como sociedade. Há sempre pessoas que fazem a diferença, sendo que as sociedades se fazem de pessoas normais”.

Se há coisa que este ecossistema tem de diferente é que é feito por todos“, disse ainda esta manhã João Correia Neves, secretário de Estado da Economia, no evento de celebração do terceiro ano de atividade da Startup Portugal.

A associação apresentou esta sexta-feira a terceira edição do Startup Voucher, apoio monetário a empreendedores que já chegou a quase 800 pessoas e permitiu a criação de mais de 70 empresas, o lançamento da versão final do Startup Hub, plataforma de dados dados que mapeia todo o ecossistema nacional e ainda a quarta edição do Road 2 Web Summit, iniciativa que apoia a participação de startups portuguesas na maior conferência de empreendedorismo e tecnologia do mundo, com a oferta de 50% do bilhete.

Comentários ({{ total }})

Pedro Siza Vieira: “Impacto das startups na economia supera crescimento do PIB”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião