Media Capital dispara 34% na primeira reação à compra da TVI pela Cofina

É a primeira reação ao eventual negócio da compra da Media Capital por parte da Cofina. Os títulos da dona da TVI lideraram os ganhos em bolsa com uma subida de 34% para 2,54 euros.

É a primeira reação ao negócio da compra da Media Capital por parte da Cofina. Os títulos da dona da TVI lideraram os ganhos em bolsa com um ganho de 34,4% para 2,54 euros. Foram negociados 2,2 mil títulos.

No dia 14 de agosto, o Expresso deu conta de que a Cofina, dona do Correio da Manhã, assinou há cerca de um mês com a Prisa um memorando de entendimento com vista à compra da Media Capital. A notícia foi, entanto, confirmada por ambas as empresas à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

“Em relação às notícias publicadas em alguns meios de comunicação, e em conformidade com o assinalado pela Cofina no facto relevante comunicado em Portugal à CMVM pela Cofina, a Prisa comunica que mantém negociações em regime de exclusividade com a Cofina em relação a uma potencial venda da participação acionista que a Prisa detém na sua filial cotada portuguesa Media Capital”, escreveu a empresa no comunicado enviado à CMVM.

Também a Cofina confirmou quase imediatamente, num outro comunicado à CMVM, que está em negociações para a compra da TVI. Negociações essas que deverão durar 30 dias, disse. “Conforme anunciado a 14 de agosto de 2019, a Cofina e a Prisa encontram-se atualmente a negociar, em regime de exclusividade que vigora durante um período de 30 dias, que pode ser prorrogado por vontade das partes, os termos e condições de uma potencial aquisição, pela Cofina, da participação da Prisa na Grupo Media Capital”, lê-se no comunicado enviado à CMVM.

Media Capital dispara em bolsa

No âmbito destas negociações, diz a Cofina, prevê-se que esta venha a “adquirir à Prisa a totalidade do capital social na Vertix, sociedade comercial através do qual a Prisa detém ações representativas de 94,69% do capital social e dos direitos de voto da Media Capital, ao invés de proceder diretamente à aquisição da participação na Media Capital”.

Caso as negociações terminem com a celebração de um contrato de compra e venda, a dona do Correio da Manhã e do Jornal de Negócios vai proceder à divulgação de um anúncio preliminar de oferta pública de aquisição (OPA) sobre as ações remanescentes da Media Capital.

Esta segunda-feira, os mercados exibiram a primeira reação dos investidores à eventual compra da TVI por parte da Cofina e os títulos da Media Capital dispararam, depois de uma semana sem negociação. E, enquanto a Media Capital disparou 34,39% para 2,54 euros, a interessada na compra, a Cofina, recuou 0,40% para 0,498 euros. Já as ações da rival Impresa desvalorizaram, 1,71% para 0,23 euros.

(Notícia atualizada às 16h41)

Comentários ({{ total }})

Media Capital dispara 34% na primeira reação à compra da TVI pela Cofina

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião