Empresas portuguesas têm 30 vagas para candidatos da Associação Salvador

  • Sara Calado
  • 20 Setembro 2019

O banco Santander acolhe esta sexta-feira uma ação de recrutamento que vai juntar 20 empresas portuguesas, disponíveis para recrutar 30 candidatos da Associação Salvador.

O banco Santander acolhe esta sexta-feira uma ação de recrutamento, em conjunto com a Associação Salvador, para promover o recrutamento de pessoas com deficiência motora que fazem parte da instituição. No encontro vão estar presentes 20 empresas, disponíveis para contratar 30 candidatos. O banco tem atualmente quatro pessoas integradas no quadro da empresa, oriundas da Associação Salvador.

O Santander, a Konecta, Cofidis, Argo Partners, José de Mello Saúde, Talenter, Michael Page, Siemens, A Padaria Portuguesa, Premium Minds, EDP, Manpower Group Portugal, Adecco Portugal, Deloitte, Hotéis Real, Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, El Corte Inglés, Grupo Associação Nacional das Farmácias, L’Oréal e SAP, vão realizar mais de 180 entrevistas, para promover a inclusão e apoiar o emprego de pessoas com deficiência motora.

O encontro acontece no seguimento do projeto de apoio ao emprego desenvolvido pela Associação Salvador, que tem como objetivo potenciar o emprego de pessoas com deficiência motora, contribuindo assim para a melhoria da qualidade de vida e para um mercado de trabalho mas inclusivo. Inclui orientação profissional, ações de formação para o desenvolvimento de competências, prospeção de ofertas de emprego, organização de encontros de recrutamento e acompanhamento das entidades empregadoras nos processos de recrutamento.

Em Portugal, a taxa de desemprego das pessoas com deficiência motora é significativamente superior à média nacional. A Lei n.º 4/2019, de 10 de janeiro, estabeleceu quotas de emprego, no setor privado, para pessoas com deficiência, com grau de incapacidade igual ou superior a 60%, abrangendo as médias e grandes empresas. O cumprimento da lei deve ser executado num prazo máximo de cinco anos, refere a lei.

A Associação Salvador existe desde 1998, e foi fundada por Bruno Lopes, depois de um acidente de mota que o deixou tetraplégico. Desde então, a associação tem ajudado a combater a desigualdade de acessos para pessoas com deficiência ou incapacitação motoras.

Comentários ({{ total }})

Empresas portuguesas têm 30 vagas para candidatos da Associação Salvador

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião