Quanto custa um litro de combustível? Muito menos do que aquilo que paga

A maior parte daquilo que os condutores pagam para abastecer o automóvel diz respeito a impostos. Só 15% tem a ver com a refinação, comercialização e distribuição.

Sabia que a maior parte do que paga para abastecer o depósito do carro não é combustível? A maior fatia vai para os impostos, explica a Associação Portuguesa De Empresas Petrolíferas (Apetro), numa altura em que os portugueses reclamam cada vez mais das subidas dos preços da gasolina e do gasóleo.

“O custo do crude constitui apenas uma parte do que nós pagamos no posto de abastecimento”, começa por explicar a Apetro, numa nota emitida esta segunda-feira. Em alguns países, diz a empresa, o preço da matéria-prima “representa apenas cerca de um quarto do preço final”. Ou seja, o preço que se paga para abastecer o automóvel “depende de vários fatores” e muitos dos quais “não são proporcionais ao preço do crude”.

O processo é complexo e tem vários custos associados: primeiro é preciso encontrar o petróleo bruto, que implica custos de extração, depois é preciso refiná-lo antes de este poder ser utilizado como combustível. Feito isto, é necessário vender o combustível e distribui-lo aos consumidores finais através dos postos de abastecimento. Todo este processo “representa pouco mais de um terço do preço médio da gasolina na União Europeia”.

Fazendo as contas, “a maior fatia vai para os impostos sobre o consumo e IVA”, sendo que os impostos especiais de consumo, que representam a “maior componente fiscal, são para a maioria dos países europeus um montante fixo que permanece inalterado por longos períodos“, independentemente do preço da matéria-prima.

Além disso, estes impostos também variam de país para país e de acordo com o tipo de combustível, “razão pela qual os preços são tão diferentes em toda a Europa”. Outro fator a ter em conta é a variação cambial: o petróleo bruto é transacionado em dólares, enquanto os combustíveis são vendidos em euros ou noutras moedas nacionais.

Concluindo, o petróleo bruto representa apenas cerca de um quarto do preço final, sendo que os impostos, incluindo o IVA, representam 60%, e a refinação, comercialização e distribuição, aproximadamente 15%, refere a Apetro.

Em 50 euros de combustível, 31 vão para impostos

A Apetro dá um exemplo prático, com uma nota de 50 euros. Supondo que o preço médio de venda ao público da gasolina simples 95 é de 1,502 euros por litro e que vai abastecer o automóvel com 50 euros, o equivalente a 33,3 litros de combustível, estes são os tipos de custos associados:

Fonte: Apetro

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Quanto custa um litro de combustível? Muito menos do que aquilo que paga

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião