Mário Ferreira: Se investir em media, “é para fazer dinheiro”

Apontado como um dos parceiros da Cofina na tentativa de compra da TVI, Mário Ferreira não confirma nem nega a sua participação no negócio. Mas diz que, se investir no setor, "é para fazer dinheiro".

Mário Ferreira, que é apontado como um dos parceiros da Cofina no negócio da compra da Media Capital, disse esta terça-feira que qualquer investimento que possa vir a protagonizar no setor dos media “é para fazer dinheiro”. Numa entrevista à Rádio Observador (acesso pago), o empresário considerou ainda ser positivo que possam existir “sinergias entre determinados grupos”, se forem mantidos “a base editorial e o estilo próprio”.

O CEO da Douro Azul, que também é acionista do ECO através da holding International Trade Wings, não confirmou nem negou que vai fazer parte da compra da dona da TVI pela dona do Correio da Manhã. “Não posso falar desse negócio. Não existe negócio. Alguém disse que eu tenho interesse em participar num determinado aumento de capital”, apontou, referindo-se à injeção de dinheiro na Cofina de Paulo Fernandes para financiar a compra da Media Capital.

No entanto, sublinhou: “Se gostaria de investir no aumento de capital da Cofina, provavelmente sim. Em seu tempo, as coisas deverão ser anunciadas com caráter formal, como é requerido pela CMVM.”

Considerando o setor em Portugal como sendo “relativamente pequeno”, Mário Ferreira foi perentório: “Se algum dia investir a sério nos media, é para fazer dinheiro. Não tenho outras ambições”. Por isso, frisou que, para investir no setor, tem de ser num “negócio sustentável”. “Não acredito em estar a tirar dinheiro de outros negócios para sustentar uma coisa sem viabilidade”, indicou.

Se algum dia investir a sério nos media, é para fazer dinheiro. Não tenho outras ambições.

Mário Ferreira

A compra da Media Capital pela Cofina é um negócio em curso, que está, nesta altura, a seguir os trâmites normais na Autoridade da Concorrência (AdC). O processo está “parado” neste regulador, enquanto aguarda parecer vinculativo da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC).

A oferta pública de aquisição lançada pela Cofina sobre a dona da TVI avalia o ativo controlado pela Prisa em 255 milhões de euros. Ora, como foi avançado pelo ECO, o empresário Mário Ferreira deverá ser um dos parceiros a participar na operação, mais concretamente através do aumento de capital de 85 milhões de euros na Cofina, que também deverá contar com o apoio do Abanca.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Mário Ferreira: Se investir em media, “é para fazer dinheiro”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião