Católica Global School of Law celebra dez anos com nova identidade

A criatividade teve como ponto de partida o conceito “Global Excellence”, que se materializa numa nova assinatura e promessa de marca “A statement of excellence”. 

A Católica Global School of Law celebra dez anos com nova identidade. “A celebrar dez anos no ensino do direito global e com uma comunidade internacional consolidada e reconhecida, o desafio exigia uma evolução do percurso de excelência até agora conquistado”, segundo comunicado da Católica.

A Católica Global School of Law (CGSL) “é uma instituição no ensino do direito global, inovadora na sua metodologia de ensino e de ligação com o futuro global do Direito Internacional, entre e além-fronteiras”, segundo o mesmo comunicado.

A nova marca foi criada pela White Way®, By Interactive Brands e Performance Sales do Wygroup.

A criatividade teve como ponto de partida o conceito “Global Excellence”, que se materializa numa nova assinatura e promessa de marca “A statement of excellence”.

“Esta evolução manifesta-se através de um código cromático vibrante e uma tipografia moderna e sofisticada, grafismos e visuais que suportam o novo tom de voz e linguagem. O símbolo também acompanhou esta mudança, com uma simplificação do existente e a adoção de um traço mais relevante e de maior impacto”, segundo a mesma fonte.

“Este inovador projeto tem vindo a ser cada vez mais reconhecido a nível nacional e internacional, colocando a CGSL na liderança da inovação e da internacionalização. O desafio passa agora pela capacidade de continuar a responder de forma inovadora e no tempo certo às necessidades atuais e futuras do mercado”, destaca Gonçalo Saraiva Matias, Dean Católica Global School of law.

O programa “Law in a European and Global Context” – LL.M, mantém a primeira posição em Portugal e o 13º lugar no ranking dos 50 melhores programas da Europa de Ocidental na área do “International Business Law”, do Ranking Eduniversal 2019.

A CGSL lecciona um conjunto de programas como o LL.M Law in a European and Global Context, o LL.M. International Business Law, o Master in Transnational Law e o Global Ph.D. Programme. Em curso encontram-se também as candidaturas ao programa Law in a Digital Economy.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Católica Global School of Law celebra dez anos com nova identidade

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião