Portugal foi o país da UE que recebeu mais remessas dos seus emigrantes

Portugal foi o país da União Europeia que recebeu mais remessas dos seus emigrantes, com o dinheiro enviado pelos portugueses a viver fora do país a superar os 3,6 mil milhões de euros.

Portugal foi o país da União Europeia (UE) que recebeu mais remessas dos seus emigrantes, com o dinheiro enviado pelos portugueses a viver no exterior a totalizar os 3.604 milhões de euros em 2018.

Os dados foram publicados esta terça-feira pelo Eurostat, que indicou que o saldo entre o dinheiro que os emigrantes enviaram para Portugal e o dinheiro que os imigrantes enviaram para os respetivos países de origem se situou em 3.071 milhões de euros. Foi o maior saldo positivo registado entre os Estados-membros.

Esta situação decorre do facto de Portugal ser tradicionalmente um país com fortes movimentos de emigração, tendo atualmente vastas comunidades espalhadas por todo o mundo. Segundo o Eurostat, 2.095 milhões de euros foram enviados por portugueses a residirem dentro do espaço comunitário, cerca de 60% do total das remessas. Outros 1.500 milhões de euros (cerca de 40%) foram enviados por emigrantes nacionais a viverem fora da UE.

Por outro lado, os estrangeiros a viverem cá enviaram para fora do país 533 milhões de euros: 96 milhões foram remetidos para os Estados membros da UE e 436 milhões para fora do espaço.

Em termos de remessas recebidas, Portugal lidera o ranking seguido da Roménia (2.977 milhões de euros) e Polónia (2.929 milhões de euros. Irlanda (0 milhões), Alemanha (quatro milhões) e Luxemburgo (37 milhões), países mais habituados a acolherem imigrantes, foram os Estados-membros que registaram as menores remessas dos seus cidadãos a residirem fora do país.

Saldo entre remessas recebidas e enviadas

No saldo entre remessas recebidas e remessas enviadas, França é quem apresenta o maior défice: -10.524 milhões de euros.

No geral, a UE recebeu em 2018 10,9 mil milhões de euros de cidadãos comunitários a viverem foram do espaço da União. E da região foram remetidos por imigrantes 35,6 mil milhões de euros. Contas feitas, há um défice na UE de 24,6 mil milhões de euros.

(Notícia atualizada às 11h20)

Comentários ({{ total }})

Portugal foi o país da UE que recebeu mais remessas dos seus emigrantes

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião