Revista de imprensa internacional

  • ECO
  • 3 Dezembro 2019

França considera tarifas de Trump "inaceitáveis", enquanto as vendas na Cyber Monday atingiram recordes. O UniCredit prepara despedimentos em simultâneo com recompra de ações.

As tarifas anunciadas pelo presidente dos Estados Unidos à Europa (especialmente França) estão em grande destaque nos jornais internacionais. O mesmo acontece com a Cyber Monday, que foi a melhor de sempre. Entre as principais notícias estão ainda os despedimentos do banco UniCredit, a desigualdade no Reino Unido ou o “El Gordo” espanhol.

Reuters

França diz que tarifas sobre produtos franceses são “inaceitáveis”

O ministro das Finanças francês, Bruno Le Maire, considera a imposição dos EUA de tarifas aduaneiras no valor de 2,1 mil milhões de euros sobre produtos franceses é “inaceitável”, acrescentando que a União Europeia tem que reagir. “Caso as novas sanções americanas sigam em frente, a União Europeia tem que responder”, disse Bruno Le Maire. Por outro lado, a secretária de Estado da Economia francesa, Agnes Pannier-Runacher, garantiu que França não iria desistir das taxas sobre os gigantes tecnológicos.

Leia a notícia completa na Reuters (acesso livre, conteúdo em inglês).

CNBC

Cyber Monday é a melhor de sempre com vendas de 9,2 mil milhões

A Cyber Monday, segunda-feira após o Dia de Ação de Graças nos EUA de descontos em tecnologias, atingiu vendas recorde de 9,2 mil milhões de dólares, de acordo com dados da Adobe Analytics, que segue transações em 80 das 100 principais retalhistas online norte-americanas. Entre as 23h00 e a meia-noite, a despesa por minuto alcançou os 11 milhões de dólares. O montante total representa um crescimento de 16,9% face ao ano passado e a melhor Cyber Monday de sempre.

Leia a notícia completa na CNBC (acesso livre, conteúdo em inglês).

Bloomberg

UniCredit vai despedir 8.000 funcionários

O UniCredit quer avançar com uma programa de recompra de ações em que dará aos investidores dois mil milhões de euros. Este share buyback faz parte do novo plano estratégico do banco italiano para os próximos quatro anos que prevê, ao mesmo tempo, a eliminação de um total de 8.000 postos de trabalho, medida que é justificada com a necessidade de cortar custos num contexto de abrandamento da economia e de juros negativos do Banco Central Europeu.

Leia a notícia na Bloomberg (conteúdo em inglês, acesso condicionado).

The Guardian

Seis mais ricos do Reino Unido controlam o mesmo que os 13 milhões mais pobres

Os seis multimilionários, no topo do ranking da riqueza do Reino Unido, são responsáveis por uma fortuna conjunta de 39,4 mil milhões de libras (equivalente a mais de 46 mil milhões de euros). Estas pessoas mais ricas controlam, assim, o mesmo montante de riqueza do que os 13,2 milhões de pessoas mais pobres do país, de acordo com um estudo sobre igualdade do Equility Trust. A análise indica que 14 milhões de pessoas, no Reino Unido, são pobres, sendo que quatro milhões estão mais de 50% abaixo do limiar da pobreza.

Leia a notícia completa no The Guardian (acesso livre, conteúdo em inglês).

El País

O que faria com o “El Gordo”? Espanhóis pagam dívidas

O que faria se ganhasse o “El Gordo”, a lotaria espanhola? Um inquérito da iAhorro, citado pelo El País, revela que uma boa parte dos espanhóis não iria esbanjar o dinheiro do prémio em compras, nem iria fazer grandes investimentos para obter rendimentos futuros. A prioridade de 41,5% dos inquiridos seria pagar as dívidas. Outros utilizariam os milhões do prémio para comprar casa, sendo que quase 20% iriam poupar os euros.

Leia a notícia completa no El País (conteúdo em espanhol, acesso livre).

Comentários ({{ total }})

Revista de imprensa internacional

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião