Isabel dos Santos nega ligações a petrolífera russa

Bens da empresária em Angola foram alvo de arresto. Nega ligações a empresários russos ou estar a tentar transferir negócios para o país.

A empresária angolana Isabel dos Santos nega quaisquer ligações à petrolífera russa Rosneft. A filha do ex-presidente de Angola reage à notícia avançada esta sexta-feira pelo Jornal Económico (acesso pago) sobre o “império russo” de Isabel dos Santos. De acordo com o semanário, a angolana terá pedido cidadania russa, com o nome Isabel Dosovna Kukaeva, e começado a trabalhar no país.

Isabel dos Santos vem informar que não conhece o Senhor Igor Sechin, nunca trabalhou com a Rosneft nem com qualquer empresa associada à Rosneft ou suas subsidiárias em nenhum país. É igualmente falso que tenha recebido qualquer remuneração da empresa Rosneft uma vez que, como já esclareceu, nunca trabalhou com a mesma”, diz a empresária em comunicado.

O JE noticiou na edição desta sexta-feira que Isabel dos Santos terá estabelecido uma “relação profissional” com a petrolífera russa Rosneft e o seu chairman, Igor Sechin. Em causa estariam projetos desenvolvidos em Moçambique, Iraque, Turquia e outros, bem como investimentos na Rússia. Sechin teria atribuído “missões” à angolana, enquanto o presidente Vladimir Putin a integrava em eventos com expressão mediática.

A empresária angolana foi acusada de ter lesado o Estado angolano quando o pai, José Eduardo dos Santos, era Presidente da República de Angola. No final de dezembro, o Tribunal Providencial de Angola decidiu o arresto preventivo de contas bancárias e participações de Isabel dos Santos e de Sindika Dokolo, em empresas como a Unitel, o BFA, o Bic Angola e a ZAP.

O arresto é justificado porque o Tribunal deu como provado que Isabel dos Santos está a tentar tirar o património do país, impedindo que o Estado reclame o dinheiro que tem em dívida. “É absolutamente falsa a afirmação de que Isabel José dos Santos, por intermédio do General Leopoldino Fragoso do Nascimento, esteja a tentar transferir alguns dos seus negócios para a Rússia“, continua o comunicado da empresária.

O Tribunal refere mesmo que a Polícia Judiciária Portuguesa intercetou uma transferência no valor de dez milhões de euros que se destinava a Rússia e outra de 1,2 milhões de Euros para o Médio Oriente. Isabel dos Santos diz que “desconhece por completo” estas transações.

Nem Isabel dos Santos, nem nenhuma das suas empresas ordenou tais transferências. Mais, nem Isabel dos Santos nem nenhuma das suas empresas tem qualquer ligação com estas transferências bancárias e, mais ainda, desconhecem qualquer ligação do Banco Millennium a estas supostas transferências”, acrescentou.

(Notícia atualizada às 22h)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Isabel dos Santos nega ligações a petrolífera russa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião