EDP recompra 680 milhões em dívida. Troca-a por títulos “verdes”

Elétrica liderada por António Mexia queria recomprar até 750 milhões de euros em dívida com maturidade em 2075. Trocou-a por títulos verdes com um juro de 1,75%.

A EDP recomprou 680,8 milhões de euros de um máximo de 750 milhões em títulos com maturidade em 2075. O montante despendido com a aquisição, em mercado, destes títulos foi obtido com a colocação de uma nova emissão de dívida “verde”.

“A EDP anuncia que decidiu fixar o Final Acceptance Amount em 680.800.000 euros” diz a elétrica em comunicado envidado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). Esta operação foi realizada no passado dia 13 de janeiro.

Nesta operação, a EDP propôs a amortização antecipada de títulos de dívida com maturidade em 2075, uma linha que conta com um saldo vivo de 750 milhões de euros. Acabou por recomprar 92,2% do total da linha de dívida.

Para pagar esta operação de recompra de obrigações, a elétrica avançou, por outro lado, com a emissão de títulos de dívida verde, com uma maturidade superior a 60 anos — 2080.

A elétrica liderada por António Mexia pagou 1,75% para emitir 750 milhões de euros em títulos representativos de dívida “green” subordinada, com uma opção de reembolso antecipado 5,25 anos após a data de emissão, revelou, a 13 de janeiro, num comunicado enviado ao regulador do mercado de capitais português.

“O propósito da oferta, lançada em conjunto com uma nova emissão de instrumentos representativos de dívida green subordinada, é gerir proactivamente os instrumentos híbridos da EDP”, nota a empresa.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

EDP recompra 680 milhões em dívida. Troca-a por títulos “verdes”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião