Governo avisa a ANA: “Medidas exigidas pela APA deverão ser respeitadas” no aeroporto do Montijo

Governo congratula-se com a emissão da Declaração de Impacte Ambiental por parte da Agência Portuguesa do Ambiente. "Era o passo que faltava para que se pudesse avançar com o aeroporto do Montijo".

O Governo congratula-se com a luz verde dada pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA), mas alerta que as medidas exigidas para minimizar o impacte ambiental são para cumprir, que ascendem a 48 milhões de euros.

“O Governo congratula-se com a emissão da Declaração de Impacte Ambiental por parte da APA”, sublinha o Ministério das Infraestruturas em comunicado enviado às redações. Mas ressalva que “as medidas exigidas pela APA deverão agora ser respeitadas no relatório de conformidade ambiental do projeto de execução seguindo-se o início da obra”. Em causa estão medidas ao nível da avifauna, ruído e mobilidade.

As medidas exigidas pela APA deverão agora ser respeitadas no relatório de conformidade ambiental do projeto de execução seguindo-se o início da obra.

Comunicado do Ministério das Infraestruturas

Esta ressalva surge na sequência das críticas que a ANA fez à decisão da APA conhecida a 30 de outubro e que levaram a empresa que gere os aeroportos nacionais a comunicar à APA que via com “surpresa e apreensão algumas das medidas propostas”. Apesar de o presidente do conselho de administração, José Luís Arnault, ter vindo depois garantir que a ANA iria “respeitar todas as medidas que tenham que ver com o impacto ambiental e a segurança” do futuro aeroporto do Montijo, também se mostrou relutante em assumir todos os encargos, tendo proposto à APA a criação de um fundo para mitigar esses impactes que seja financiado pelos operadores.

Estas reticências levaram os deputados a confrontar o ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, com o tema, durante a discussão da proposta de Orçamento do Estado na especialidade. O responsável exaltou-se perante a insinuação de que a ANA não iria cumprir as regras. “A ANA já disse que não vai fazer? Quem é a ANA? Mas quem é que manda em Portugal? Tem de fazer. Só assim é que será emitida uma declaração de impacte ambiental”, garantiu o ministro.

No mesmo comunicado, o Ministério das Infraestruturas sublinha que a Declaração de Impacte Ambiental “era o passo que faltava para que se pudesse avançar com o aeroporto do Montijo, uma infraestrutura crucial para o desenvolvimento do país”.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Governo avisa a ANA: “Medidas exigidas pela APA deverão ser respeitadas” no aeroporto do Montijo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião