Ganhos modestos em Wall Street. Sprint dispara 77% com fusão

As bolsas norte-americanas registaram ganhos modestos, mas dois dos principais índices fecharam na cotação mais alta de sempre. As ações da Sprint dispararam 77%, com "luz verde" à fusão.

As bolsas norte-americanas fecharam em alta ligeira e dois dos principais índices encerraram em recorde, perante um alívio dos receios em torno da epidemia de coronavírus que teve origem na China.

O S&P 500 renovou máximos históricos pelo segundo dia consecutivo, tendo concluído a sessão com um avanço de 0,11%, para 3.355,91 pontos. O tecnológico Nasdaq também fechou em recorde, subindo 0,03%, para 9.631,61 pontos. O industrial Dow Jones valorizou 0,05%, para 29.261,08 pontos.

Wall Street iniciou a sessão com ganhos expressivos, que não foram sustentados ao longo do dia de negociações. Ainda assim, foi a segunda sessão consecutiva de valorização para os três principais índices, depois do rally iniciado na semana passada.

As autoridades chinesas estimaram esta terça-feira que a epidemia de coronavírus poderá estar contida em abril e que deverá atingir o pico nas próximas semanas, retirando “peso” dos ombros dos investidores. Os receios em torno do impacto do vírus na economia têm condicionado as negociações, numa altura em que o número de mortes causadas pelo surto já superou as 1.000.

As ações da Sprint e da T-Mobile brilharam, depois de a justiça dos EUA ter dado “luz verde” à fusão das duas operadoras. A Sprint disparou 77,34%, para 8,53 dólares, enquanto a T-Mobile ganhou 11,73%, para 94,48 dólares.

Também a Tesla esteve em destaque. Depois de ter entrado na sessão a cair, a fabricante automóvel inverteu a tendência negativa com um ganho de 0,40%, para 774,38 dólares, prolongando a forte alta registada desde o início deste mês. A valorização acumulada é de 19%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ganhos modestos em Wall Street. Sprint dispara 77% com fusão

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião