Farfetch oferece mentoria a alunas. Premeia estudantes de tecnologia, engenharia e matemática

O "Plug-in Mentoring for Girls" destina-se a 10 alunas que entrem na universidade este ano em cursos de tecnologia, engenharia ou matemática, no Porto e em Lisboa. Pode inscrever-se até 8 de maio.

A Farfetch, plataforma líder na indústria da moda de luxo, criou um programa de mentoria “Plug-in Mentoring for Girls”, destinado a alunas que entrem para a universidade este ano, em cursos de tecnologia, engenharia ou matemática. O programa de acompanhamento é limitado a 10 participantes e inclui mentoria durante todo o primeiro ano de curso, numa vertente prática, em que as alunas poderão ficar a conhecer a Farfetch e as suas práticas. As inscrições estão abertas até 8 de maio e a Farfetch pede uma candidatura original e em vídeo, que deve ser submetida no site oficial da empresa.

“Este é um desafio que tem claramente a marca revolucionária da Farfetch, através da qual as nossas pessoas se aproximam da comunidade, colocando o nosso conhecimento ao dispor do jovem talento e contribuindo para estimular o desenvolvimento e crescimento feminino na comunidade de ciências e tecnologia. São dez mentoras, para dez alunas, que vão beneficiar de uma mentoria construída à medida de cada uma e das suas ambições académicas e profissionais”, explica Ana Sousa, VP people da Farfetch.

O programa de mentoria inclui sessões formais trimestrais entre as candidatas, sessões de coaching, aplicação prática de conhecimentos, discussão de experiências e oportunidades de carreira.

Plug-in Mentoring for GirlsFarfetch

 

Esta é uma forma de apoiar as estudantes que querem ter um papel no futuro da evolução científica e tecnológica. Estamos a ir diretamente à raiz de uma questão incontornável, que é o facto de haver poucas mulheres, sobretudo, nas áreas de tecnologia e engenharia, apresentando um programa de mentoria com outras mulheres que já fizeram o mesmo caminho e que poderão apoiá-las no seu percurso de estudo e no conhecimento do mundo real“, sublinha Ana Sousa.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Farfetch oferece mentoria a alunas. Premeia estudantes de tecnologia, engenharia e matemática

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião