PSI-20 afunda 18% em semana caótica para as bolsas mundiais

O índice português perdeu quase 18% numa semana negra nas bolsas de todo o mundo face à propagação do coronavírus. Ainda assim, na última sessão da semana, Lisboa fechou no verde.

Lisboa terminou a última semana em terreno positivo, mas os ganhos registados esta sexta-feira não foram suficientes para compensar a semana caótica registada na praça portuguesa e em todo o mundo. O índice de referência na bolsa nacional, o PSI-20, caiu quase 18%, na semana em que o surto de coronavírus passou a pandemia.

Na sessão desta sexta-feira, o PSI-20 valorizou 0,8266% para 3.837,28 pontos. Na demais praça do Velho Continente, o dia também foi de recuperação, com o pan-europeu Stoxx 600 a somar 1%, o alemão DAX a subir 0,2%, o francês CAC 40 a avançar 1,4% e o espanhol IBEX a valorizar 4,7%.

Depois de seis sessões em “terreno negativo”, Lisboa conseguiu assim para o outro lado da linha de água. O otimismo verificado nas bolsas europeias é justificado, em parte, pelo anúncio de que a Comissão Europeia tem um pacote de 37 mil milhões para disponibilizar aos Estados-membros para resposta à crise do novo coronavírus. Além disso, o Governo alemão deverá estar disponibilidade para aumentar a capacidade de endividamento, abdicando da política dos orçamentos equilibrados, de modo a para reforçar os níveis de investimento público.

Ainda assim e tudo somado, o índice de referência nacional registou uma queda semanal de 17,9%, não tendo os ganhos desta sexta-feira sido suficientes para compensar o “caos” que se viveu na bolsas com o agravamento do surto de coronavírus, que passou a pandemia, segundo a Organização Mundial de Saúde.

Na última sessão da semana, as cotadas do setor da energia foram as que mais brilharam. Os títulos da EDP Renováveis valorizaram 3,18% para 10,38 euros, os da EDP subiram 2,19% para 3,551 euros e os da Galp Energia somaram 1,42% para 8,57 euros.

Do outro lado da linha de água, destaque para o BCP, cujas ações caíram 0,71% para 0,1123 euros. A travar os ganhos estiveram também as papeleiras: os títulos da Altri recuaram 4,3% para 3,2920 euros, os da Navigator 1,52% para 2,074 euros e os da Semapa 2,37% para 9,05 euros.

(Notícia atualizada às 17h13)

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

PSI-20 afunda 18% em semana caótica para as bolsas mundiais

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião