Covid-19: Livrarias jurídicas disponibilizam obras gratuitamente

Face à pandemia do Covid-19, as editoras jurídicas também adotaram medidas excecionais. A AAFDL Editora e a Almedina são exemplo disso e disponibilizaram as suas obras gratuitamente.

A pandemia do Covid-19 está a assolar o mundo, contabilizando em Portugal já 2.060 casos confirmados e 14 mortes. O setor jurídico também está a ser afetado pelo vírus: advogados em regime de teletrabalho, sociedades cancelam eventos e reuniões e prazos processuais suspensos. As editoras jurídicas também fecharam as suas portas, mas encontraram soluções para fazer chegar aos juristas as suas obras.

Na AAFDL Editora, editora jurídica da Associação Académica da Faculdade de Direito de Lisboa, foram disponibilizadas todas as obras do catálogo, em formato e-book, gratuitamente. Inicialmente o intuito era de apenas disponibilizar as obras aos estudantes, mas a editora decidiu estender a medida a todos os leitores.

Todas as obras, teses, legislações e revistas podem ser consultadas numa plataforma online. Segundo o o responsável editorial da AAFDL Editora, Tomé Baptista Cardoso, esta plataforma vai permitir “chegar a todos os clientes de forma fácil e gratuita” e também “dar um passo no futuro da internacionalização da editora”.

Também a Almedina, editora jurídica, deu acesso gratuito à BDJUR, o seu serviço digital jurídico, que é assegurado por uma equipa de juristas e documentalistas especializados.

“Perante a declaração do Estado de Emergência devido ao Covid-19, em que as publicações legislativas e o debate jurídico tomam particular relevância, e na procura permanente em apoiar profissionais e particulares num momento de tantas incertezas e de trabalho remoto ao domicílio, o Grupo Almedina decidiu disponibilizar gratuitamente o acesso aos serviços da BDJUR“, referiu a empresa em comunicado.

Neste serviços os leitores podem consultar gratuitamente legislação; jurisprudência com acórdãos completos mais relevantes; formulários, minutas e procedimentos; dicionário jurídico; e um fórum jurídico, em parceira com a Abreu Advogados.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Covid-19: Livrarias jurídicas disponibilizam obras gratuitamente

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião