Bee Engineering quer ajudar empresas a transitar para o digital de forma gratuita

No programa Tech Guidance, as empresas têm acesso a uma hora de consultoria gratuita sobre transição para o trabalho remoto, ferramentas de comunicação, sistema cloud e gestão de equipas.

A consultora de tecnologias de informação e comunicação Bee Engineering lançou o programa Tech Guidance, para ajudar as empresas a transitar o seu negócio para o digital e fazerem face aos constrangimentos causados pela pandemia do Covid-19. O programa inclui uma hora de consultoria gratuita — que pode ser prolongada consoante a necessidade de cada empresa — durante a qual poderá aprender como transitar de forma eficaz para o trabalho remoto e tornar digitais os vários processos de negócio, desde a comunicação ao armazenamento de dados. As empresas interessadas podem inscrever-se na página oficial da Bee Engineering e reservar a sua “consulta”.

Queremos fazer a nossa parte pelo tecido empresarial português usando as nossas capacidades de forma fácil e simples. Lançámos o programa Tech Guide, especialmente para quem nesta fase requer esclarecimentos sobre como se adaptar a uma realidade remota”, sublinha Diogo Mendonça, operations director da Bee Engineering.

Neste programa, as empresas podem aprender como utilizar ferramentas gratuitas de comunicação áudio e vídeo; soluções sem custos para rápida implementação de trabalho à distância, aprender como aceder a documentos e ficheiros remotamente, avaliar os benefícios da adoção de sistema cloud e, ainda, como otimizar o desempenho da equipa.

“A expansão do coronavírus está a mudar a vida das pessoas e das empresas. De um dia para o outro, milhares de colaboradores passaram a trabalhar desde casa. Mesmo no setor das tecnologias da informação e comunicação, em que o trabalho remoto é prática comum, este estava longe de ser a norma para toda a equipa. Todos atravessamos um período de adaptação. Na Bee Engineering queremos partilhar o nosso conhecimento tecnológico para apoiar as organizações a acelerar a digitalização dos seus negócios“, refere a empresa na página oficial.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Bee Engineering quer ajudar empresas a transitar para o digital de forma gratuita

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião