Softbank retira oferta de compra de ações da WeWork

  • Lusa
  • 2 Abril 2020

Softbank decidiu retirar a oferta de compra de ações no valor de 2.739 milhões de euros que tinha apresentado à WeWork.

O conglomerado nipónico Softbank decidiu retirar a oferta de compra de ações no valor de 3.000 milhões de dólares (2.739 milhões de euros) que tinha apresentado à WeWork, anunciou esta quinta-feira a empresa norte-americana.

O gigante nipónico e acionista maioritário da WeWork tinha comunicado que tencionava concluir aquela operação em outubro, no âmbito de um acordo de financiamento adicional destinado a sanear a frágil situação da empresa de espaços de trabalho partilhados.

A oferta de compra de ações foi retirada pouco antes de expirar o prazo, fixado pelo Softbank no final do primeiro trimestre deste ano, anunciou o comité especial designado para a gestão da WeWork depois da saída do presidente executivo (CEO), Adam Neumann.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Softbank retira oferta de compra de ações da WeWork

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião