A trabalhar de casa? Estas são as profissões mais bem pagas em teletrabalho

A pandemia levou milhares de pessoas a trabalhar a partir de casa, o que permitiu salvaguardar milhares de empregos. Tecnologia, psicologia e cibersegurança entre os setores mais bem pagos.

A pandemia do novo coronavírus está a afetar a vida profissional de milhares de pessoas e a colocar os seus empregos em risco, principalmente se não tiverem possibilidade de transitar para o teletrabalho. À parte dos profissionais de saúde e dos setores para garantir que os bens essenciais continuam a chegar à população, as profissões que exigem contacto com o público estão a sentir os maiores efeitos. Pelo contrário, quem continua a trabalhar remotamente pode ver na crise uma oportunidade e ver os seus rendimentos garantidos.

Profissões relacionadas com o setor da saúde, tecnologia, software e cibersegurança são algumas das profissões que continuam em teletrabalho. O Business Insider (acesso livre, conteúdo em inglês) reuniu algumas das funções mais bem pagas, mesmo a trabalhar de casa.

  • Gestor de desenvolvimento de negócios

Mesmo à distância, continua a ser possível gerir negócios, encontrar clientes, fazer planos de negócio ou gerir contas. Para estes profissionais, o salário anual pode variar entre os 40.000 euros e os 112.000 euros.

  • Front-end developers

O setor tecnológico é, por si só, uma área com mais procura do que oferta, pelo que se estima que os empregos neste setor não serão tão afetados. Os front-end developers trabalham em desenvolvimento web, ou seja, são responsáveis pelo design de website ou apps e são especialistas nas linguagens SQL, Java.script, PHP, Ruby ou .NET. Podem chegar a ganhar entre 43.000 euros e mais de 99.000 euros por ano.

  • Diretores de marketing

Gerem planos estratégicos de marketing e lideram as respetivas equipas. Sendo que é possível continuar a trabalhar remotamente, com as ferramentas adequadas, esta profissão está entre as mais bem pagas, com o rendimento anual a encontrar-se entre os 43.000 e os 136.000 euros.

  • Psicólogos clínicos

A nova pandemia veio lançar desafios à saúde mental e potenciar a necessidade de profissionais de saúde mental, tais como psicólogos clínicos. Um pouco por todo o mundo, surgem projetos de consultas à distância para assegurar a saúde mental da população. Por ano, um psicólogo clínico pode ganhar entre 44.000 e 103.000 euros.

  • Gestores de conta seniores

Esta profissão poderá garantir um rendimento entre mais de 40.000 a mais de 101.000 euros por ano. Os gestores de contas seniores acumulam, por norma, mais de 10 anos de experiência e a sua função é ajudar as empresas a manter a comunicação com os respetivos clientes e garantir a sustentabilidade de um negócio.

  • Diretores de relações públicas

Um diretor de relações públicas gere uma equipa de profissionais responsável pela imagem de uma empresa ou entidade, através de material para a imprensa, como comunicados de imprensa ou media kits, e até eventos. Normalmente, são profissionais com um curso superior e pelo menos 10 anos de experiência na área. O salário anual varia entre os 45.000 e os 128.000 euros por ano.

  • Mobile developers

Um mobile developer é responsável por desenvolver aplicações para telemóveis e reparar eventuais problemas que possam surgir. Pode parecer simples, mas requer conhecimento em sistemas informáticos e de smartphones. O salário anual varia entre 46.000 e 109.000 euros anuais.

  • Responsáveis por equipas de suporte tecnológico

Estes profissionais gerem equipas responsáveis pelo apoio tecnológico, tais como a instalação e solução de eventuais problemas relacionados com software. O salário anual pode ultrapassar os 109.000 euros, anualmente.

  • Auditor de privacidade

Estes profissionais são responsáveis por fazer a auditoria a empresas, para garantir que cumprem as regras e as leis da privacidade, através da análise das suas práticas, análise de risco e implementação de estratégias. O rendimento anual destes profissionais pode variar entre os quase 46.000 euros e os 127.000 euros.

  • Analistas de cibersegurança

Em teletrabalho, aumentam os riscos em cibersegurança, por isso os profissionais deste setor podem ver na crise uma oportunidade para porem em prática os seus conhecimentos. O salário anual de um profissional especialista em cibersegurança pode variar entre os 46.000 e os 108.000 euros.

  • Especialistas em comunicação de saúde

Estes profissionais passam para o papel os artigos e documentos científicos, normalmente de empresas de biotecnologia, farmacêuticas ou universidades, o que exige um conhecimento profundo de termos e processos médicos. O salário anual pode ir dos 48.000 aos 95.000 euros.

  • Gestores de produto

Como refere o termo, o gestor de produto gere as equipas que desenham um qualquer produto e são responsáveis por todas as fases, desde o desenvolvimento até à entrada no mercado. Normalmente, estes profissionais podem ganhar entre 50.000 a mais de 111.000 euros por ano.

  • Engenheiro de investigação

Estes profissionais têm normalmente formação em engenharia e podem trabalhar para vários setores, ajudando a desenvolver produtos, consoante o tipo de empresa. O rendimento anual varia entre os 53.000 e os 110.000 euros.

  • Diretores financeiros

Os diretores financeiros são responsáveis pela equipa que gere o departamento financeiro de uma empresa. Podem ganhar entre mais de 56.000 até 148.000 euros por ano.

  • Responsáveis por ensaios clínicos

O objetivo deste profissional é garantir o sucesso do ensaio clínico, desde o recrutamento de pessoas para participar nos estudos até à revisão dos resultados. Esta profissão exige uma formação na área e um conhecimento profundo da medicina. O salário anual varia entre os 60.000 euros e os 120.000 euros por ano.

  • Diretores de arte

Os diretores de arte podem trabalhar em vários setores, como por exemplo, o setor da comunicação social. Um diretor de arte será responsável pela componente visual de uma revista ou de um jornal. De forma geral, estes profissionais têm um curso superior em arte ou numa área relacionada. O rendimento anual pode ir dos mais de 60.000 euros aos quase 93.000 euros.

  • Designer de cloud

Estes profissionais têm uma formação específica e criam aplicações de cloud para empresas e definem estratégias de gestão das mesmas. Geralmente, ganham entre 65.000 a 147.000 euros por ano.

  • Diretores médicos

Os diretores de centros hospitalares, hospitais ou centros de saúde são responsáveis por toda a gestão daquele local, desde gerir os profissionais de saúde até à gestão financeira. Em tempos de pandemia, é possível que estes profissionais possam gerir a sua equipa à distância, sendo um dos trabalhos remotos mais bem pagos. O rendimento anual pode variar entre os 120.000 e chegar aos 250.000 euros.

Em Portugal, e de acordo com o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), a 29 de abril, contavam-se 380.832 pessoas inscritas como desempregadas, mais 18,6% do que no final de março. Por outro lado, o teletrabalho conseguiu garantir empregos. Só na Função Pública, há 64 mil profissionais a trabalhar remotamente.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

A trabalhar de casa? Estas são as profissões mais bem pagas em teletrabalho

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião