Meo perde processo judicial de 27 milhões de euros contra a Nos

  • ECO
  • 4 Junho 2020

A operadora da Altice Portugal reclamava à concorrente Nos o pagamento de quase 27 milhões de euros por alegadas irregularidades em portabilidades. E está em curso outro processo da Nos contra Meo.

A Meo perdeu um processo judicial contra a Nos NOS 1,62% , no qual reclamava à concorrente o pagamento de uma soma de 26,8 milhões de euros. A operadora detida pela Altice Portugal acusava o grupo liderado por Miguel Almeida de irregularidades nas portabilidades, num caso que se arrastou por quase nove anos.

A notícia foi avançada pelo Jornal de Negócios (acesso pago), que destaca que o desfecho aconteceu em fevereiro. Continua agora em curso outro processo, este da Nos contra a Meo, referente ao mesmo ano de 2011, no qual a operadora reclama ao grupo presidido por Alexandre Fonseca uma indemnização de 22,4 milhões por alegadas violações do regulamento da portabilidade.

A portabilidade é um mecanismo que permite a um cliente mudar de fornecedor de serviço, mas mantendo o mesmo número de telefone ou telemóvel. No entanto, este sistema tem sido marcado por diferendos entre as empresas. Por isso, no ano passado, a Anacom implementou uma alteração através da qual as empresas devem fornecer aos clientes um código de portabilidade para facilitar a mudança de operadora.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Meo perde processo judicial de 27 milhões de euros contra a Nos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião