Na cobertura da fábrica da Tupai vai nascer uma central solar. Vai produzir 27% da energia que consome

Central solar vai permitir uma redução de 502 toneladas de emissões de CO2 por ano e uma autonomia global de cerca de 30% da energia consumida nas instalações de Águeda.

Na cobertura da fábrica da Tupai, empresa que conta quase com meio século de história e tem as suas raízes em Águeda, vai nascer uma central fotovoltaica que irá evitar a emissão de 502 toneladas de CO2 por ano, o que equivale à plantação de 12.900 árvores anualmente.

A central, que representa um investimento de 700 mil euros, vai contar uma potência instalada de 750,2 de kWp e uma produção anual de 1116 megawatts anuais, o suficiente para fornecer energia a 223 famílias por ano. Com esta central, a empresa de ferragens vai conseguir satisfazer 27% das suas necessidades de energia elétrica.

A empresa, que conta com cerca de 200 colaboradores, e exporta 80% da produção está consciente que uma produção assente em sustentabilidade é um fator diferenciador e cada vez mais procurado pelos clientes. Como tal, orgulha-se de ser a primeira empresa portuguesa a obter a norma de caráter ambiental (NP EN ISO 14001).

A central será construída pela multinacional de energias renováveis, Helexia, que tem experiência e know how para desenvolver projetos chave-na-mão.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Na cobertura da fábrica da Tupai vai nascer uma central solar. Vai produzir 27% da energia que consome

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião