Ex-secretário de Estado e administrador da REN vão ser ouvidos no processo EDP

  • ECO
  • 8 Julho 2020

Artur Trindade terá sido um dos quatro elementos corrompidos por António Mexia e Manso Neto. Manuel Sebastião foi nomeado para a Concorrência por Manuel Pinho.

O antigo secretário de Estado da Energia, Artur Trindade, e o administrador da REN, Manuel Sebastião, serão os próximos a ser ouvidos pelo juiz Carlos Alexandre e pelos procuradores, no âmbito do processo EDP, que levou já à suspensão de funções de António Mexia e Manso Neto, avança o Correio da Manhã (acesso pago).

Segundo o Ministério Público, Artur Trindade terá sido um dos quatro elementos corrompidos por António Mexia e João Manso Neto (os outros serão Manuel Pinho, João Conceição e Miguel Barreto) para beneficiar a EDP. O pai de Artur Trindade foi contratado pela EDP como consultor para as autarquias locais.

Quanto a Manuel Sebastião, foi nomeado pelo ex-ministro da Economia, Manuel Pinho, como presidente da Autoridade da Concorrência em 2009, cargo que exerceu até 2013. Anteriormente, Sebastião comprou uma casa por 300 mil euros à empresa Pilar Jardim, da qual Pinho e a mulher eram sócios em 2004.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ex-secretário de Estado e administrador da REN vão ser ouvidos no processo EDP

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião