Farfetch lança curso de e-commerce e quer recrutar os melhores

Na 2.ª edição do E-Commerce Fashion Styling, os formandos podem aprender sobre styling, história e tendências de moda, fotografia, entre outros. A Farfetch vai recrutar os melhores alunos.

Já estão abertas as candidaturas para a 2.ª edição do curso de E-Commerce Fashion Styling, uma parceria da plataforma de luxo Farfetch com o Modatex – Centro de Formação Profissional da Indústria Têxtil, Vestuário, Confeção e Lanifícios. O objetivo é formar pessoas na área do styling dirigido ao e-commerce e reforçar a oferta de profissionais com experiência no setor digital aplicado à moda.

O curso arranca no primeiro dia de outubro, em regime pós-laboral. Durante dez meses e 675 horas, os participantes podem aprender sobre várias áreas do ramo da moda como o styling para e-commerce, história e tendências de moda, fotografia, marketing digital e styling editorial. Devido à pandemia, alguns módulos poderão vir a ser lecionados à distância.

“A 2.ª edição do curso pretende captar pessoas com conhecimentos ou formação prévia nas áreas de moda, styling e design, e que pretendam tornar-se profissionais na comunicação de imagens digitais”, explica João Melo Costa, coordenador pedagógico de moda do Modatex, citado em comunicado.

No final do curso, a plataforma global de luxo está disposta a recrutar os melhores alunos para um estágio no Centro de Creative Operations da Farfetch, em Guimarães, a área responsável pelo processamento digital da maioria dos produtos introduzidos e disponibilizados na plataforma. Na 1.ª edição, quase 50% dos formandos fizeram um estágio na Farfetch.

“Não sabemos que restrições podem estar em prática em outubro, mas é essencial estarmos preparados para todos os cenários e respeitar as medidas impostas pelo governo e pelas autoridades de saúde. Ainda assim, não queríamos deixar de fazer mais esta aposta na formação, que nos permite devolver à comunidade todo o nosso conhecimento e experiência nas áreas da moda e do styling. Ao mesmo tempo, é mais uma forma de termos acesso a talento em áreas chave para o nosso negócio”, assegura Ana Sousa, VP de people da Farfetch, citada em comunicado.

As candidaturas estão abertas até 10 de setembro e devem ser submetidas no site oficial do Modatex.

*Artigo corrigido no dia 15 de julho de 2020 às 12h33.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Farfetch lança curso de e-commerce e quer recrutar os melhores

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião