Viciado em TikTok? Empresa quer contratar 10.000 pessoas nos EUA apesar das ameaças ao negócio

Apesar das várias ameaças do governo norte-americano em banir a aplicação do país, a empresa de partilha de vídeos chinesa tem planos para reforçar a contratação nos EUA, nos próximos três anos.

A aplicação chinesa de partilha de vídeos TikTok anunciou esta terça-feira que quer contratar 10.000 pessoas nos Estados Unidos, nos próximos três anos, apesar das ameaças do governo norte-americano em restringir a aplicação para os utilizadores norte-americanos, avança a CNBC (conteúdo em inglês, acesso livre).

De acordo com a empresa chinesa, entre as ofertas estão “trabalhos bem pagos” que permitirão continuar a “garantir uma experiência divertida e segura, e proteger a privacidade” da comunidade TikTok.

No início de julho, o governo dos Estados Unidos informou estar a considerar a restrição do acesso dos utilizadores norte-americanos à aplicação chinesa, por alegar a possibilidade de o regime chinês usar a plataforma para monitorar e distribuir propaganda. Semanas mais tarde, a Casa Branca anunciou que está a considerar a hipótese de o TikTok integrar uma lista negra de aplicações de utilização proibida.

O TikTok emprega atualmente 1.400 pessoas nos EUA e em escritórios na Califórnia, Nova Iorque, Texas e Florida, que se focam sobretudo na áreas de vendas, engenharia e controlo de conteúdos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Viciado em TikTok? Empresa quer contratar 10.000 pessoas nos EUA apesar das ameaças ao negócio

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião