Governo já prevê queda do PIB de 9%, diz Marques Mendes

O Governo já prevê uma queda do PIB mais acentuada do que tinha inicialmente projetado face à pandemia, avança Marques Mendes. O Executivo estima agora que a economia recue 9%, este ano.

O Executivo de António Costa já está a trabalhar com projeções macroeconómicas mais pessimistas, prevendo agora que o PIB caia, este ano, não 6,9% para 9%, adiantou Luís Marques Mendes, no espaço de comentário da SIC. Quanto ao défice, o Governo estima agora que fique não em 6,3%, mas em 7,1% do PIB, em 2020.

De acordo com o ex-presidente do PSD, o Executivo já está a trabalhar com previsões de evolução do PIB e do défice público “bem mais sérias” do que as conhecidas até aqui e que estão incluídas no Orçamento Suplementar promulgado na semana passada pelo Presidente da República.

Luís Marques Mendes adiantou que as previsões atualizadas são as seguintes: uma queda do PIB de 9% em 2020 (o Governo previa um recuo de 6,9%) e um crescimento de 5% em 2021 e de 4% em 2022. Esta revisão coloca a estimativa do Governo próxima da divulgada pela Comissão Europeia, que prevê um recuo do PIB português de 9,8%, este ano.

No que ao saldo orçamental diz respeito, as projeções revistas são as seguintes: um défice de 7,1% em 2020, de 3,9% em 2021 e de 2,6% em 2022. O Executivo previa que o défice ficasse nos 6,3%, este ano, coincidindo a nova estimativa com a já divulgada pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), tendo entretanto revisto a meta para 7%.

De resto, a confirmarem-se estas novas previsões, Portugal só voltará a ter um défice abaixo dos 3% em 2022. Em declarações à SIC, Marques Mendes fez questão de notar que a Comissão Europeia decidiu que o limite do défice inferior a 3% só voltará a ser obrigatório quando o Estado-membro registar um PIB aos níveis de 2019.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Governo já prevê queda do PIB de 9%, diz Marques Mendes

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião